16 setembro 2014

15ª Festa do Cinema Francês - Conheça a programação

 Decorreu durante a manhã de hoje, dia 16 de Setembro de 2014, a conferência de imprensa da 15ª Festa do Cinema Francês, onde foi revelada a programação do prestigiado certame. A conferência decorreu na Peugeot City de Lisboa, tendo contado como a presença de Francis Maizières, representante da Alliance Française; Jean François Blarel, Embaixador de França em Portugal; Azouz Begag, Director do Institut Français du Portugal e Jean-Chrétien Sibertin-Blanc, coordenador da Festa do Cinema Francês. Na conferência de imprensa foi salientado que a organização pretende efectuar "uma FESTA à imagem de França: um país em movimento, que muda e que inova; a França que amamos, a França da diversidade, da hospitalidade, da convivialidade e da proximidade do outro". Uma das grandes novidades da décima quinta edição da Festa do Cinema Francês passa pela expansão do certame, algo de assinalar pela positiva, com a Festa a passar de sete para dezoito cidades do país. Para além dessa expansão para outras cidades, temos ainda a expansão para algumas vilas, visto que a novidade desta edição é a Festa na Aldeia, algo que vai decorrer numa dúzia de locais onde serão projectados filmes franceses num ecrã insuflável. A apresentação encerrou com o spot publicitário da Festa do Cinema Francês, a visualização de alguns trailers dos filmes em cartaz e a apresentação, em estreia absoluta, da curta-metragem “Les dessous de la culture” de Mickael Gaspar. Paremos agora com as introduções e vamos para o que interessa: a programação. Os grandes destaques desta edição da Festa do Cinema Francês vão para as Homenagens a Alain Resnais (onde se encontram incluídas duas antestreias) e Marcel Pagnol, dois nomes de relevo da História do Cinema Francês. A homenagem a Alain Resnais é sem dúvida alguma o ponto alto da décima quinta edição da Festa do Cinema Francês, com esta a decorrer maioritariamente na Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema, onde vão ser exibidas obras a não perder como "Hiroshima mon amour", "L'année dernière à Marienbad", "Muriel ou le temps d'un retour", "Guernica (curta-metragem), "Les statues meurent aussi" (curta-metragem), "Nuit et brouillard" (curta-metragem), "Stavisky", "Providence", "Mon oncle d'Amérique", "Melo", "I want to go home", "Coeurs", "On connaît la chanson", "Smoking/No smoking", "Les Herbes folles". Também vão ser exibidas em antestreia "Aimer, Boire et Chanter" e "Vous n’avez encore rien vu", as duas últimas obras realizadas por Alain Resnais. Vale a pena recordar que "On Connaît la chanson" e "Hiroshima Mon Amour" foram exibidos na edição anterior da Festa do Cinema Francês. No que diz respeito à homenagem a Marcel Pagnol, outro dos nomes de vulto do Cinema Francês, vamos ter a exibição de "Naïs", "Topaze", "Le Schpountz" e "Les Lettres de mon Moulin", quatro obras fundamentais do cineasta.

Temos ainda o impressionante número de vinte e quatro antestreias, todas elas legendadas em português, embora seja de destacar a ausência do muito aguardado "Adieu au langage" de Jean-Luc Godard. As escolhas denotam a procura de exibir essa "França diversificada" e longe dos clichés, evidenciando a diversidade das produções cinematográficas francesas e uma clara procura em cativar diferentes tipos de público. O filme de abertura da 15ª edição da Festa do Cinema Francês é "La Cour de Babel", um documentário realizado por Julie Bertuccelli, através do argumento da própria, sendo uma das grandes apostas dos programadores. Durante um ano, Julie Bertucelli filmou os intercâmbios, os conflitos e as alegrias de um grupo de alunos com idades compreendidas entre os 11 e 15 anos. Estes jovens são irlandeses, sérvios, brasileiros, tunisinos, chineses ou senegaleses que acabaram de chegar a França, encontrando-se todos reunidos numa mesma sala de aula para aprender francês. Este não é o único documentário a constar da secção de antestreias da 15ª edição da Festa do Cinema Francês. Veja-se o caso de "Sur le chemin de l'école" de Pascal Plisson, onde crianças dos quatro cantos do mundo partilham a mesma sede de saber. Para os apreciadores de comédias, a 15ª edição da Festa do Cinema Francês conta com filmes como "Attila Marcel", o novo filme de Sylvain Chomet, mas também "Gemma Bovery" de Anne Fontaine, para além do imperdível "Aimer, boire et chanter", o último filme de Alain Resnais. O cineasta consta ainda na secção de antestreias com o drama "Vous n’avez encore rien vu", outro dos filmes a não perder. Em "Vous n'avez encore rien vu", Antoine d’Anthac, célebre autor dramático, convoca, para depois da sua morte, todos os seus amigos artistas que interpretaram a sua peça « Eurydice». Gravou, antes de morrer, uma declaração, na qual lhes pedia para visualizarem uma captação dos ensaios desta peça por um jovem grupo de actores, a companhia La Colombe. Os amantes de thrillers podem ter em "L'amour est un crime parfait" de Arnaud e Jean-Marie Larrieu, uma escolha interessante de acompanhar. O filme conta no elenco com Mathieu Amalric, Karin Viard, Maïwenn, Sara Forestier, Denis Podalydès, Marion Duval, entre outros. O thriller acompanha Marc (Amalric), um professor de literatura na Universidade de Lausane, que tem a reputação de coleccionar aventuras amorosas com as suas alunas. Alguns dias depois do desaparecimento da mais brilhante das estudantes, a última das suas conquistas, encontra Ana que procura compreender o que aconteceu com a bela jovem desaparecida. Não poderíamos ainda deixar de realçar outro thriller, "Run", realizado por Philippe Lacôte. "Run" esteve presente na Secção Un Certain Regard da edição de 2014 do Festival de Cannes e promete ser outro dos destaques da 15ª edição da Festa do Cinema Francês.

A secção de antestreias é bastante variada e promissora, pelo que vale a pena que nos concentremos um pouco mais nesta. Um dos projectos que mais despertou a nossa atenção durante a conferência de imprensa foi New Territories de Fabianny Deschamps, um drama que é apresentado como "uma viagem iniciática às fronteiras da vida e das crenças. Duas mulheres nos antípodas, dois percursos ; uma francesa, mulher de negócios, a outra chinesa, operária têxtil de Guangdong. Enquanto Li Yu, se dispõe a passar clandestinamente em Hong Kong, Eve decide vir conquistar o mercado asiático com uma nova gestão funerária". Outro dos grandes destaques dos dramas nesta secção de antestreias é "Les Combattants" de Thomas Cailley, um filme que esteve presente na Quinzaine des Réalisateurs. O filme tem a seguinte sinopse: "Entre os seus amigos e a empresa familiar, o Verão de Arnaud anuncia-se tranquilo…Tranquilo até ao encontro com Madeleine, tão bonita quanto fria, um conjunto de músculos em tensão e de profecias catastróficas. Ele não espera nada, ela prepara-se para o pior. Até onde Arnaud a deve seguir já que ela nada lhe pede? Uma história de amor. Ou uma história de sobrevivência. Ou as duas". Ainda no campo dos dramas vamos ter "Comme un lion" de Samuel Collardey, um filme cuja sinopse apresenta claras semelhanças com "Diamantes Negros", acompanhando um jovem de quinze anos de idade que sai do Senegal para a Europa em busca do sonho de ser futebolista embora nem tudo corra como o esperado. Por fim, aproveitamos ainda para destacar "Brooklyn" de Pascal Tessaud e "Camping à la ferme" de Jean-Pierre Sinapi, duas obras que vão contar com a presença dos respectivos realizadores. Temos ainda filmes para toda a família como "Les vacances du petit Nicolas" de Laurent Tirard, um filme baseado na famosa série de livros de René Goscinny (em particular no terceiro volume). A secção de antestreias é ainda composta por "Au bonheur des ogres" de Nicolas Bary; "Eastern boys" de Robin Campilho; "Elle l'adore" de Jeanne Herry; "Hope" de Boris Lojkine;  "Libre et assoupi" de Benjamin Guedj; "Né quelque part" de Mohamed Hamidi; "Sous X" de Jean-Michel Correia; "Pas son genre" de Lucas Belvaux, "Les profs" de Pierre-François Partin-Laval; "Tristesse club" de Vincent Mariette; "Vandal" de Hélier Cisterne.

A programação da 15ª Festa do Cinema Francês conta ainda com uma secção intitulada "Universo da Animação", claramente destinada a um público mais jovem, onde vão ser exibidos "Ma petite planète chérie" de Jacques-Rémy Girerd, "Les 4 saisons de Léon" de Pierre-Luc Granjon, Antoine Lanciaux e Pascal Le Nôtre; "Le père Frimas" de Youri Tcherenkov, numa sessão dupla com "L'Oeil du loup" de Hoël Caouissin; "Ma maman est en Amérique" de Marc Boreal e Thibaut Chatel; "Mia et le Migou" de Jacques-Rémy Girerd; "La prophétie des grenouilles" de Jacques-Rémy Girerd; Une vie de chat" de Jean-Loup Felicioli e Alain Gagnol. Numa edição da Festa do Cinema Francês não podem faltar os habituais convidados. Nesse sentido, vão estar presentes os realizadores Jean-Pierre Sinapi ("Camping à la Ferme"), Pascal Tessaud ("Brooklyn"), Fabianny Deschamps ("New territories) e Anne Fontaine (Gemma Bovery), bem como os produtores Philippe Godeau ("Sous X") e Nicolas Pagnol (que vem especialmente para a apresentação da homenagem ao seu avô : Marcel Pagnol). Falta ainda abordar a presença do padrinho da nova edição da Festa do Cinema Francês. Este ano, ao contrário do que tem sido habitual, o padrinho da Festa do Cinema Francês não está ligado à Sétima Arte. O grupo “Movimento DansasAparte” da Cercima foi o escolhido, de modo a fomentar a relação comunidade-instituição e a sensibilizar a comunidade para as capacidades e potencialidades da população com deficiência.”. O grupo foi criado em Setembro de 2005, sendo actualmente constituído por 11 “bailarinos” orientados por dois técnicos. Tem como objectivos a produção artística no âmbito da expressão corporal e dança; a exploração das possibilidades do corpo no espaço e com o outro; a valorização das potencialidades corporais e a sensibilização de comunidade para as capacidades e potencialidades da população com deficiência". Por fim, mas nem por isso menos importante, vale a pena recordar que o Prémio do Público nas antestreias continua a ser uma realidade na Festa do Cinema Francês, algo que permite apoiar um filme de antestreia dum distribuidor português. Este ano, o prémio encontra-se avaliado em 2 500€, sendo oferecido pela TV5 Monde. Como foi dito no início do texto, a Festa do Cinema Francês vai decorrer em várias cidades do país. Em Lisboa, a 15ª Festa do Cinema Francês decorre entre os dias 2 e 12 de Outubro; no Seixal decorre entre os dias 4 e 10 de Outubro; em Coimbra decorre entre os dias 6 a 10 de Outubro; em Portimão decorre entre os dias 9 e 11 de Outubro; no Porto decorre entre os dias 13 e 19 de Outubro; em Faro decorre entre os dias 21 e 26 de Outubro; em Braga decorre entre os dias 28 e 30 de Outubro; em Guimarães decorre entre os dias 31 de Outubro e 4 de Novembro; em Leiria decorre entre os dias 6 e 8 de Novembro; nas Caldas da Rainha decorre entre os dias 6 e 8 de Novembro; em São Pedro do Sul decorre entre os dias 7 e 9 de Novembro; em Viana do Castelo decorre entre os dias 11 e 14 de Novembro; em Almada decorre entre os dias 12 a 16 de Novembro; em Setúbal decorre entre 13 e 15 de Novembro; em Aveiro decorre entre 20 e 21 de Novembro; em Santarém decorre entre os dias 21 e 23 de Novembro; no Funchal decorre entre os dias 25, 26 e 28 de Novembro. A programação pode ser consultada em: http://festadocinemafrances.com/15a/




Sem comentários: