10 junho 2014

Resenha Crítica: "Escape to Victory" (1981)

 Sejamos sinceros. John Huston já realizou filmes muito melhores do que "Escape to Victory". Michael Caine, Max Von Sydow e Sylvester Stallone também protagonizaram obras mais memoráveis do que esta. De Pelé temos algumas duvidas ou não estivéssemos perante alguém que integrou o elenco de filmes como "Os Trapalhões e o Rei do Futebol", embora o seu valor como futebolista seja inquestionável. Todos os presentes em "Escape to Victory" parecem ter consciência que se encontram a elaborar uma película que não se leva demasiadamente a sério, que varia entre o filme sobre a II Guerra Mundial, sobre futebol e fuga prisional, acabando no final por não explorar devidamente as suas diferentes vertentes, embora conte com algumas doses de escapismo pelo caminho, algo que salva e muito a obra cinematográfica, tornando-a pelo menos suportável. A história desenrola-se durante a II Guerra Mundial e acompanha um grupo de prisioneiros liderados por John Colby (Michael Caine), um antigo jogador do West Ham que se prepara para disputar um jogo amigável contra a selecção da Alemanha. O jogo seria inicialmente disputado entre prisioneiros e militares, tendo sido organizado pelo Major Karl Von Steiner (Max Von Sydow), um militar alemão, mas cedo o encontro desportivo é visto como uma forma de propaganda e marcado para Paris, onde se vão defrontar os reclusos e a selecção alemã. Aos prisioneiros são concedidas mais condições, tendo em vista a estarem em forma para poderem competir, juntando-se ainda à equipa Robert Hatch (Sylvester Stallone), um cidadão dos EUA com uma personalidade deveras peculiar que procura fugir a todo o custo, mas também vários presos interpretados por antigos jogadores de futebol, tais como Pelé, Osvaldo Ardilles, Bobby Moore, entre outros. As cenas de treinos são quase nulas, com "Escape to Victory" a descurar em boa parte o desenvolvimento dos personagens secundários, apresentando ainda pelo meio um plano para a fuga no dia do jogo (com a ajuda da Resistência francesa), embora Colby queira defender a sua honra no campo. 

O dia de jogo é marcado por enorme agitação e um árbitro pronto a ajudar os alemães, com a banda sonora de Bill Conti a ritmar um embate de características épicas, onde não faltam os momentos que nos fazem torcer pelos underdogs. John Huston nem pouco mais ou menos procurou dar alguma espessura a esta história que tira inspiração em "Két félidő a pokolban", um filme húngaro realizado por Zoltan Fábri, que tinha como base um episódio supostamente verídico e posteriormente desacreditado, no qual os antigos jogadores do Dinamo Kiev e Lokomotiv Kiev enfrentaram soldados alemães num jogo de futebol. Reza a lenda que alguns adversários dos alemães foram assassinados, algo posteriormente desmentido. "Escape to Victory" tira alguma inspiração desta história, embora esteja longe de contar com alguma tensão ou de apresentar as agruras da guerra e as privações nos campos prisionais de forma verosímil. Esta situação atribui alguma leveza ao filme, embora o argumento ameace perder-se durante o seu desenvolvimento, apesar de logo nos conquistar com o épico duelo dentro de campo. Stallone raramente convence como guarda-redes, tal como o inglês de Pelé não convence, num elenco em que se destaca Michael Caine e Max Von Sydow, mais pelo carisma de ambos do que pela espessura dos personagens que interpretam. No final fica a sensação que muito mais poderia ser feito, que "Escape to Victory" procura apenas cumprir os requisitos mínimos para entreter, falhando em momentos-chave na construção da narrativa e dos personagens, com a fuga dos prisioneiros a nunca conseguir gerar interesse, os treinos a serem pouco explorados, o contexto histórico a ser desaproveitado, despertando à atenção sobretudo pelas estrelas do mundo do futebol (e do cinema) que integram o elenco. Sabe a pouco, é certo, parecendo que assistimos a um jogo de pré-época entre duas grandes equipas que ainda não se encontram na melhor forma. No caso de “Escape to Victory” temos alguns executantes de talento, entre os quais John Huston, mas em ritmo de pré-época, prontos a cumprirem os serviços mínimos quando se esperava muito mais dos mesmos.  

Título original: "Escape to Victory".
Título em Portugal: "Fuga Para a Vitória".
Realizador: John Huston. 
Argumento: Evan Jones e Yabo Yablonsky.
Elenco: Sylvester Stallone, Michael Caine, Max von Sydow, Pelé, Bobby Moore, Mike Summerbee, Daniel Massey.

Sem comentários: