23 setembro 2015

Estreias da semana - 24 de Setembro de 2015

Boa-tarde, caros leitores, e bem-vindos a mais um post das estreias da semana.

A partir de amanhã, dia 24 de Setembro de 2015, teremos sete novos filmes nas salas de cinema portuguesas que, como de costume, separarei inicialmente por género e nacionalidade, para ser mais prático.

Assim, começo por destacar as duas estreias portuguesas (ainda que com as parcerias de outros países), nomeadamente "Por Aqui Tudo Bem", um filme trabalhado tanto por portugueses como por angolanos, que já tem quatro anos de existência mas que, finalmente, chega às nossas salas, depois de ter ganho alguns galardões em Los Angeles e no IndieLisboa em 2012; e também "As Mil e Uma Noites - vol. 2 - O Desolado", o segundo volume desta aclamada "trilogia" de Miguel Gomes (que não é unicamente português, sendo antes uma co-produção portuguesa, francesa, suíça e alemã).

Teremos igualmente duas estreias vindas do Reino Unido, em concreto "Uma Noite Fora do Palácio", um filme histórico sobre o qual já nos pronunciaremos, e "O Nosso Último Verão na Escócia", um drama/comédia com Rosamund Pike e David Tennant.

Quanto aos habituais filmes norte-americanos, desta vez só teremos um, em concreto "Wildlike - Coração Selvagem", que também tem ganho alguns prémios numa diversidade de festivais.

Por fim teremos algumas co-produções internacionais, como é o caso de "Evereste", provindo dos Estados Unidos, Reino Unido e Islândia, e "Life", dos Estados Unidos, Canadá, Alemanha e Austrália.

Resta-me agora enunciar os filmes que, por um motivo ou por outro, acabaram por chamar a nossa atenção.


O filme que destacamos, em primeiro lugar, é "Life", um drama biográfico que tem James Dean como uma das personagens principais, que o Aníbal já viu e apreciou, tendo-lhe mesmo escrito um texto que termina da seguinte forma: «O elenco secundário nem sempre tem espaço para se destacar (um dos "calcanhares de Aquiles" de "Life"), sobressaindo sobretudo Ben Kingsley nas suas curtas aparições como Jack Warner, com o actor a parecer tirar um enorme prazer em dar vida a uma versão quase caricatural do líder de um estúdio com uma atitude ditatorial. No entanto, cabe a Robert Pattinson a ironia de interpretar um elemento que está muitas das vezes no outro lado do trabalho do actor, embora Stock esteja longe de ser um paparazzi, procurando acima de tudo fazer arte e pelo caminho conseguir que esta reportagem fotográfica alavanque a sua carreira e ajude a popularizar James Dean, com este a parecer procurar captar o âmago deste indivíduo icónico ao longo de uma obra cinematográfica inspirada em momentos reais embora com as célebres liberdades criativas à mistura. Também Anton Corbijn já trabalhou como fotógrafo, algo que lhe parece ter permitido captar com maior sagacidade as subtilezas inerentes a esta profissão, com o cineasta a voltar a aventurar-se pela realização de um filme de características biográficas após "Control", tendo em "Life" mais um exemplar de uma carreira que começa a formar um corpo bastante interessante.»

O filme foi realizado por Anton Corbijn ("The American"), através de um argumento de Luke Davies.

"Life" conta no elenco com Robert Pattinson, Dane DeHaan, Joel Edgerton, Ben Kingsley, Kristen Hager, entre outros. DeHaan interpreta James Dean, enquanto Pattinson dá vida a Stock. Edgerton interpeta John Morris, o editor da Magnum Photography. Kingsley dá vida a Jack Warner.

O enredo de "Life" desenrola-se em 1955, antes da estreia de "East of Eden". A história acompanha o fotógrafo Dennis Stock, um indivíduo que conheceu James Dean numa festa e acreditou que o actor podia personificar o símbolo de uma revolução social.

Trailer




Realçamos em seguida a estreia de "Evereste", uma obra baseada numa tragédia ocorrida em 1996, quando duas expedições tentavam alcançar o topo da montanha. O Aníbal também já a viu, encontrou-lhe algumas qualidades mas também vários defeitos, conforme explicou no seu texto, do qual transcrevo um excerto: «No caso, o impacto ainda é maior se pensarmos que muito do que é retratado, ainda que com algumas liberdades à mistura, é inspirado em episódios reais, com diversas das mortes a terem acontecido na realidade, algo que Baltasar Kormákur faz questão de expor no início e no final do filme, com estes últimos momentos a muito provavelmente serem aqueles que mais impacto conseguem causar. A espaços claustrofóbico e intenso, marcado por alguma capacidade em explorar os cenários cobertos de neve, sobretudo quando a tempestade se abate e os sentimentos voam a uma velocidade inexorável, "Everest" nem sempre consegue tirar da cartola todo o seu potencial mas nem por isso se deixa de revelar um espectáculo cinematográfico que visto em IMAX tem o poder de nos deixar praticamente "esmagados" diante da grandiosidade do monte representado e da ferocidade da "mãe Natureza"

O filme foi realizado por Baltasar Kormakur ("Contraband"), através do argumento de William Nicholson e Simon Beaufoy.

"Everest" conta no elenco com Jason Clarke ("The Great Gatsby"), Josh Brolin ("True Grit"), John Hawkes ("Lincoln"), Jake Gyllenhaal ("Prisoners"), Emily Watson ("The Book Thief"), Michael Kelly ("House of Cards"), Keira Knightley ("Atonement"), Sam Worthington ("Sabotage"), Robin Wright ("Adore"), entre outros.


Sinopse: Inspirado nos incríveis acontecimentos envoltos na tentativa de atingir o cume de montanha mais alta do mundo, “Evereste” documenta a inspiradora jornada de duas expedições em que todos os limites foram desafiados por uma das mais violentas tempestades de neve que a humanidade assistiu. Enquanto as suas energias são postas à prova pelos elementos mais severos no planeta, os alpinistas vão enfrentar obstáculos quase impossíveis quando uma obsessão de vida se torna uma luta pela sobrevivência.

Trailer





Como é lógico não poderia deixar de referir a estreia da segunda parte do filme/trilogia realizado por Miguel Gomes, em concreto "As Mil e Uma Noites - vol. 2 - O Desolado". Realço que o primeiro filme foi muito bem recebido pela crítica portuguesa e estrangeira.

A obra, como referi, foi realizada por Miguel Gomes, tendo o seu argumento sido escrito pelo próprio, e por Telmo Churro e Mariana Ricardo.

Crista Alfaiate, Chico Chapas, Luísa Cruz, Gonçalo Waddington, Joana de Verona, Teresa Madruga e João Pedro Bénard fazem parte do seu elenco.

Sinopse: Num País Europeu em crise, Portugal, um realizador propõe-se a construir ficções a partir da miserável realidade onde esta inserido. Mas incapaz de descobrir um sentido para o seu trabalho, foge cobardemente, dando o seu lugar à bela Xerazade. Ela precisará de ânimo e coragem para não aborrecer o Rei com as tristes histórias desse país! Com o passar das noites, a inquietude dá lugar à desolação e a desolação ao encantamento. Por isso Xerazade organiza as histórias que conta ao Rei em três volumes. Começa assim: “Oh venturoso Rei, fui sabedora de que num triste país entre os países…”
Volume 2, O Desolado:
No qual Xerazade narra como a desolação invadiu os homens: “Oh venturoso Rei, fui sabedora de que uma juíza aflita chorará em lugar de ditar a sua sentença, na noite de três luares. Um assassino em fuga vagueará pelas terras interiores durante mais de quarenta dias e teletransportar-se-à para fugir à Guarda, sonhando com putas e perdizes. Lembrando-se de uma oliveira milenar, uma vaca ferida dirá o que tiver a dizer e que é bem triste! Moradores de um prédio dos subúrbio salvarão papagaios e mijarão em elevadores, rodeados por mortos e fantasmas; mas também por um cão que…”. E vendo despontar a manhã, Xerazade calou-se.

Trailer





Destacamos também a estreia de "Uma Noite Fora do Palácio", um filme de época sobre uma saída noturna das princesas britânicas Elizabeth e Margaret, aquando das comemorações do final da Segunda Guerra Mundial. O Aníbal já viu o filme, tendo-lhe achado alguma piada, tendo-lhe escrito uma crítica que termina assim: «É um filme que não inova, não deixa uma marca indelével, nem parece ter esse objectivo, procurando acima de tudo colocar-nos perante uma versão muito ficcional de um episódio real, numa história cheia de ritmo e humor, onde as emoções são vividas e sentidas com a noção de que tudo irá apenas durar uma noite, com Julian Jarrold a acertar nos ritmos do enredo, jogar com as limitações da narrativa que tem para nos contar e explorar a dinâmica do elenco principal, com Sarah Gadon, Jack Reynor e Bel Powley a sobressaírem em relação aos restantes elementos

O filme foi realizado por Julian Jarrold, através do argumento de Trevor De Silva e Kevin Hood, e conta no elenco com Bel Powley, Sarah Gadon, Emily Watson, Jack Reynor, Rupert Everett, entre outros.

Sinopse de "Uma Noite Fora do Palácio": 8 de Maio de 1945 - Dia da Vitória. O mundo inteiro celebra o final da Guerra. Londres transborda de celebração e excesso. Duas jovens irmãs têm autorização para saírem à noite pela primeira vez e se juntarem às comemorações. Excitadas e cheia de apreensão, partem para o desconhecido, escapando à guarda dos seus acompanhantes. Nesta aventura, contactam com gestos de amizade, bondade, mas também momentos de perigo e sentem o fervor do primeiro amor, numa aventura de conto de fadas. Naturalmente, acabam por chegar a casa fora de horas, onde os seus pais se encontram em alvoroço. A casa delas chama-se Palácio de Buckingham. As jovens irmãs são a princesa Margarida e a futura Rainha Isabel II. Quando regressa ao Palácio, Isabel sabe que mudou para sempre. A noite de liberdade que viveu dá-lhe coragem para enfrentar as suas responsabilidades... Uma noite de magia em que tudo poderia ter sido um sonho...

Trailer

Sem comentários: