27 agosto 2015

Estreias da semana - 27 de Agosto de 2015

Boa-tarde, caros leitores, e bem-vindos a mais um post das estreias da semana.

A partir de hoje, dia 27 de Agosto, estreiam oito filmes nas salas de cinema portuguesas. Ao contrário do habitual, desta vez não separarei inicialmente as obras de acordo com a sua nacionalidade, até porque, curiosamente, apenas há dois filmes que não são co-produções internacionais.

Assim sendo, separá-los-ei de acordo com o seu género, começando pelos dramas, que desta vez são particularmente diversos. Teremos então o francês "Bando de Raparigas", de Céline Sciamma; o drama com aspetos de filme de aventura "O Jovem Prodígio T.S. Spivet"; o novo filme de Miguel Gomes, "As Mil e Uma Noites: Vol 1, o Inquieto", e ainda "Nós Somos Teus Amigos".

Teremos ainda a comédia "Absolutely Anything - Uma Comédia Intergaláctica", que é uma co-produção britânica e norte-americana realizada por Terry Jones, e a comédia/filme de aventuras de animação "Upsss! Lá se Foi a Arca...".

Por fim, estreará o filme de ação "Hitman", que tem sido arrasado pela crítica, o que de qualquer maneira não admira ninguém, e o thriller "Pressão", proveniente do Reino Unido.

Realçarei agora os filmes que, deste grupo, por um motivo ou por outro, nos chamaram mais a atenção.

Destacamos em primeiro lugar a estreia de "Bando de Raparigas", o novo filme da realizadora e argumentista Céline Sciamma, que foi premiada em vários festivais como os de San Sebastián, Estocolmo e Filadélfia. O Aníbal já o viu e apreciou-o, como o fez saber num texto que ele publicou sobre o filme, que termina da seguinte forma: «A própria exibição dos cenários exteriores é efectuada com competência. Veja-se o plano geral que nos deixa com a protagonista diante dos prédios elevados, marcados por tonalidades cinzentas, bem como as cenas nas quais ficamos diante das gentes deste espaço. Diga-se que a boa utilização dos cenários internos e externos é algo que marca as três longas-metragens realizadas por Céline Sciamma, bem como elementos e temáticas como as relações de amizade entre as jovens, a formação da identidade e personalidade, descoberta da sexualidade, uma sociedade ainda marcada por alguns tabus e preconceitos que pode oprimir as protagonistas, elencos compostos maioritariamente por estreantes ou novatos, as cenas marcantes onde a música e a dança predominam, entre outros exemplos. Drama inteligente, profundamente humano e dotado de uma interpretação surpreendente de Karidja Touré, "Bande de Filles" aborda com alguma eficácia e realismo um conjunto de temáticas relativamente universais associadas à adolescência e à transição para a idade adulta, bem como ao relacionamento entre os jovens, com Céline Sciamma a realizar um trabalho bastante competente

O filme conta no elenco com Karidja Touré, Assa Sylla, Lindsay Karamoh, Mariétou Touré, Idrissa Diabaté, Binta Diop e Cyril Mendy.

Sinopse: Oprimida pela família, sem perspetivas de futuro escolar e com o ambiente maioritariamente masculino no seu bairro, Marieme começa uma nova vida após conhecer um grupo de três raparigas que vivem livremente e respeitando apenas as suas próprias vontades. Altera o seu nome, a sua forma de vestir e deixa a escola para ser aceite no grupo, na esperança de se libertar da opressão que a rodeia.

Trailer





Realçamos também, e obviamente, a estreia de "As Mil e Uma Noites: Vol. 1, O Inquieto", o primeiro volume da trilogia realizada por Miguel Gomes que, como se sabe, tem sido vastamente elogiada pela crítica estrangeira, e que deveremos visionar nos próximos dias ou semanas.

O argumento do filme foi escrito por Miguel Gomes, Telmo Churro e Mariana Ricardo.

Crista Alfaiate, Adriano Luz, Américo Silva, Rogério Samora, Carloto Cotta e Fernanda Loureiro fazem parte do elenco.

Sinopse: Num País Europeu em crise, Portugal, um realizador propõe-se a construir ficções a partir da miserável realidade onde está inserido. Mas incapaz de descobrir um sentido para o seu trabalho, foge cobardemente, dando o seu lugar à bela Xerazade. Ela precisará de ânimo e coragem para não aborrecer o Rei com as tristes histórias desse país! Com o passar das noites, a inquietude dá lugar à desolação e a desolação ao encantamento. Por isso Xerazade organiza as histórias que conta ao Rei em três volumes. Começa assim: “Oh venturoso Rei, fui sabedora de que num triste país entre os países…”
Volume 1, O Inquieto:
No qual Xerazade dá conta das inquietantes maldições que se abatem sobre o país: “Oh venturoso Rei, fui sabedora de que num triste país entre os países, onde se sonha com sereias e baleias, o desemprego propaga-se. Em certos lugares, a floresta arde noite dentro apesar da chuva que cai; homens e mulheres anseiam por lançarem-se ao mar em pleno Inverno. Por vezes há animais que falam embora seja improvável que os escutem. Neste pais onde as coisas não são o que aparentam ser, os homens do poder passeiam-se em camelos e escondem uma permanente e vergonhosa ereção; aguardam pelo momento da colecta de impostos para poderem pagar a um certo feiticeiro que…”. E vendo despontar a manhã, Xerazade calou-se.

Trailer





Realçamos também a chegada às nossas salas de "O Jovem Prodígio T.S. Spivet", a nova obra de Jean-Pierre Jeunet, sobre a qual também estamos curiosos e que devermos visionar eventualmente.

A obra foi realizada por Jean-Pierre Jeunet, a partir de um argumento do próprio e de Guillaume Laurant.

Helena Bonham Carter, Robert Maillet, Julian Richings, Callum Keith Rennie, Judy Davis, Niamh Wilson, Jakob Davies, Dominique Pinon e Kyle Catlett integram o seu elenco.

Sinopse: T.S. Spivet vive num rancho isolado em Montana com os pais, a irmã Gracie e o seu irmão Layton. É um menino sobredotado e cientista apaixonado, que inventou a máquina de movimento perpétuo, o que fez com que ganhasse o prestigiado prémio do Museu Smithsonian, em Washington. Sem dizer nada à família, decide ir sozinho reclamar a sua recompensa, atravessando os EUA num comboio de carga para lá chegar. Só que no Museu, ninguém desconfia que o grande vencedor tem apenas dez anos de idade e que carrega um pesado segredo.

Trailer




Por fim destacamos a estreia de "Absolutely Anything - Uma Comédia Intergaláctica", um filme realizado e co-escrito pelo Monty Python Terry Jones, e que tem no elenco outros membros do coletivo como John Cleese, Michael Palin, Eric Idle e Terry Gilliam (a darem vozes a exraterrestres), e que apesar de não ter sido bem recebido pela crítica norte-americana continua a suscitar a nossa curiosidade.

O argumento da obra foi escrito por Terry Jones e Gavin Scott.

O filme conta no elenco com John Cleese, Michael Palin, Terry Gilliam, Terry Jones, Benedict Cumberbatch, Gemma Arterton, Robin Williams e mescla animação CGI com actores reais.

O enredo do filme vai centrar-se num grupo de extraterrestres que concedem poderes ilimitados a um ser humano. Incapaz de lidar com as suas recém-descobertas habilidades e, aparentemente, ignorando os sábios conselhos de um cão, o terráqueo irá causar o caos na Terra.

Sobre a obra, o produtor Chris Chesser salientou, "O filme aborda a noção completa do quão engraçadas podem ser as consequências não intencionais. É aquela questão toda do génio que garante os três desejos". Por sua vez, Terry Jones mencionou ainda que o filme não será uma verdadeira obra dos Monty Python, afirmando que o grupo não se voltará a reunir. O cineasta referiu igualmente que, ao contrário do que dizem os produtores, se recusa a classificar o tipo de humor do projecto como pythonesco: «Não sei o que isso significa. Quando estávamos a fazer os Python, tentámos evitar qualquer tipo de estilo. Tentámos ir fazendo sempre coisas diferentes para que as pessoas não pudessem dizer para o que é que estavam a olhar. O facto de "Pythonesque" ser uma palavra do dicionário constitui a lápide para os objectivos que sempre procurámos alcançar.»

Trailer

Sem comentários: