01 maio 2015

Resenha Crítica: "His Kind of Woman" (1951)

 Embora tenha conhecido alguns problemas na pós-produção, com Howard Hughes a substituir o realizador John Farrow e a contratar Richard Fleischer, algo que conduziu ao refilmar de algumas cenas, "His Kind of Woman" surge como um belo exemplar dos filmes noir. O protagonista é interpretado por Robert Mitchum, que mais uma vez volta a espelhar a sua apetência para dar vida aos personagens principais deste subgénero. Cínico, duro, pronto a envolver-se em confusões, o protagonista é Dan Milner, um misterioso jogador profissional caído em desgraça que decide aceitar uma estranha proposta onde recebe 50 mil dólares para viajar até ao Morro's Lodge, um resort localizado numa zona isolada do México. A acompanhá-lo no helicóptero encontra-se a bela e misteriosa Lenore Brent (Jane Russell), uma mulher que conhecera num bar antes de partir. Esta canta e encanta, parecendo inicialmente difícil perceber os objectivos desta mulher que finge ser rica. Lenore conhece um dos frequentadores do resort, Mark Cardigan (Vincent Price), um actor que demonstra um grande interesse nesta mulher. Mark é um actor pouco dado a grandes subtilezas, gostando de falar e muitas das vezes de transportar para o seu quotidiano as falas que aprende para interpretar os personagens, tendo na caça um hobbie que o entusiasma de forma notória. Neste local encontra-se ainda José Morro (Philip Van Zandt), o gerente do resort, um indivíduo algo misterioso que logo procura saber sobre o passado do protagonista, associado ao jogo. É também no Morro's que Dan conhece Myron Winton (Jim Backus), um indivíduo dado à jogatana, que lhe descreve alguns frequentadores do resort, tais como Martin Krafft (John Mylong), um suposto escritor que passa os seus dias a jogar xadrez sozinho. Dan conhece ainda Thompson (Charles McGraw), o elemento responsável por fazer com que o protagonista e Martin se encontrem com o contacto, que irá explicar as funções para as quais foram contratados. No território, Mark exibe interesse em Lenore, com quem mantém um affair, embora seja casado. Também Lenore e Dan estabelecem uma estranha relação, com a personalidade pragmática e misteriosa desta a parecer conjugar-se na perfeição com o estilo lacónico do protagonista. A chegada de Bill Lusk (Tim Holt), um aviador supostamente embriagado, vem adicionar um novo elemento ao enredo, com este a revelar ser um agente do serviço de Imigração e Naturalizações dos EUA, encontrando-se a investigar o possível regresso de Nick Ferraro, um gangster deportado há quatro anos, que procura a todo o custo voltar aos Estados Unidos da América. É nesse sentido que Nick Ferraro contratou misteriosamente Dan, procurando fazer uma plástica com a ajuda de Martin Krafft e assumir a identidade do protagonista, enquanto este último teria de se afastar dos EUA, uma ideia que não vai agradar ao personagem interpretado por Robert Mitchum.

Krafft foi outrora um cirurgião plástico ao serviço dos nazis, enquanto Thompson é um elemento ao serviço de Ferraro. Dan não sabia dos planos do criminoso, acabando por entrar em confronto com o gangster, com o último terço do filme a ser marcado por muita tensão e alguns momentos inesperados de humor (inerentes à presença de Cardigan). O humor nem sempre casa bem nestes momentos, embora Vincent Price consiga sobressair como Mark Cardigan, um actor cansado de ser apenas um herói quando se encontra no estúdio, que procura utilizar o seu talento para a caça para ajudar o protagonista a sair com vida deste complicado caso em que se envolveu. Apesar de Vincent Price destacar-se pela positiva, parecendo tirar enorme prazer a interpretar Cardigan, os elementos que mais brilham ao longo do enredo são Jane Russell e Robert Mitchum, uma dupla que mais tarde se viria a reunir em "Macao", uma das obras finais de Josef von Sternberg (onde curiosamente Howard Hughes também substituiu o realizador, no caso, trocou Sternberg por Nicholas Ray). Robert Mitchum dá vida a um personagem muito ao estilo dos que interpretou ao longo da sua carreira, bastante pragmático e algo cínico, solitário e pronto a envolver-se em problemas. Dan é um jogador competente, que gosta de engomar notas como hobbie e procura lutar pela sua vida, tendo em Lenore o seu interesse amoroso. O passado desta é um mistério e parece certo que Lenore não conta tudo ao protagonista, com Jane Russell a atribuir uma enorme sensualidade a esta mulher com talentos para a cantoria e para a arte da sedução (com o produtor Howard Hughes a contribuir para o guarda-roupa decotado da personagem, permitindo fazer sobressair as formas corporais quase perfeitas da actriz). As características noir de "His Kind of Woman" são relativamente evidentes, não faltando o célebre jogo de luzes e sombras, o protagonista cínico e pragmático, o clube nocturno, a possível troca de identidades, personagens fumadores, traições, crimes e muito perigo. No entanto, não deixa de ser notório que "His Kind of Woman" apresenta todo um contexto menos pessimista em relação a várias das obras deste recomendável subgénero, algo visível no seu final e até nos momentos de algum humor, enquanto este espaço paradisíaco mexicano logo se transforma num local marcado pelo perigo. Existem ainda momentos de enorme tensão e emoção, visíveis sobretudo no último terço, onde o espaço do barco de Nick Ferraro facilmente se transforma num cenário claustrofóbico onde a integridade do protagonista é colocada em perigo. Ferraro é um personagem relativamente unidimensional, que pouco ou nada evolui com o desenrolar da narrativa, pretendendo alterar a sua face para finalmente poder regressar aos EUA e beneficiar dos negócios ilegais que ainda tem no local (a sua história foi livremente baseada na de Lucky Luciano).

A história remete ainda para obras como "Dark Passage", onde o protagonista efectuou uma plástica para tentar esconder a sua identidade. No caso de "His Kind of Woman", cabe ao antagonista procurar mudar a sua face para não ser reconhecido, com o filme a envolver ainda pelo meio um soro inventado pelos Nazis, médicos pouco recomendáveis e assassinos perigosos, numa obra cinematográfica que não poupa nos exageros e nos momentos inquietantes. A cinematografia contribui para esta situação, com o último terço a deixar-nos perante um tiroteio num espaço florestal e uns momentos de grande intensidade no interior do barco do antagonista, com a morte a parecer poder surgir a qualquer altura. Pelo meio, as cenas de Dan no barco são entrecortadas por Mark a procurar "arregimentar" tropas para invadir o veículo, algo que a espaços dilui a tensão criada em volta do destino do protagonista, apesar de Vincent Price facilmente nos compelir a seguir o seu peculiar personagem. Temos ainda alguns comentários irónicos sobre Hollywood, visíveis no agente de Mark, que salienta que em Hollywood nada é privado, para além do diálogo em que o dono do resort comenta junto do actor que deveriam ser feitos mais filmes como aquele que este protagonizou, "Ought to make them all like that. None of this nonsense about social matters". Existe um comentário notório sobre Hollywood e os filmes que se encontram a ser desenvolvidos, numa obra que abdica dos cenários urbanos exibidos nos vários noir, para nos deixar maioritariamente num local paradisíaco mexicano, embora boa parte dos episódios de relevo desenrolem-se em espaços fechados. Os cenários exteriores também apresentam alguma relevância, quer seja em momentos de maior tensão como no tiroteio, quer nos momentos de maior descontracção, como o protagonista a colocar protector solar na personagem interpretada por Jane Russell. Diga-se que "His Kind of Woman" raramente se fica pelos elementos dos filmes noir, mesclando ainda romance, humor, melodrama, numa obra algo desequilibrada mas capaz de cativar toda a nossa atenção. A interpretação intensa de Robert Mitchum contribui e muito para elevar a obra, com este a dar vida a um anti-herói complexo, tanto capaz de se envolver num "esquema perigoso às escuras" como de salvar as finanças de um casal recém-casado durante um jogo de cartas onde Winton se procurava aproveitar da falta de sorte do cônjuge masculino. A própria química entre Robert Mitchum e Jane Russell é um dos elementos fundamentais para que "His Kind of Woman" se destaque pela positiva, com ambos a formarem uma dupla que facilmente desperta a atenção. Existe alguma incoerência no tom do filme, com os momentos cómicos e mais sérios a nem sempre serem conjugados de forma homogénea, embora o resultado final de "His Kind of Woman" seja bastante aceitável, com Robert Mitchum, Jane Russell e Vincent Price a sobressaírem pela positiva.

Título original: "His Kind of Woman".
Título em Portugal: "Redenção".
Realizador: John Farrow e Richard Fleischer.
Argumento: Frank Fenton e Jack Leonard.
Elenco: Robert Mitchum, Jane Russell, Vincent Price, Charles McGraw, John Mylong, Raymond Burr.

Sem comentários: