18 março 2015

Estreias da semana - 19 de Março de 2015

Boa tarde, caros leitores, e bem-vindos a mais um post das estreias da semana.

A partir de amanhã, dia 19 de Março, vão estrear seis novos filmes nas salas de cinema portuguesas, muito variados entre si.

Começaremos, deste conjunto, por destacar "Os Combatentes", uma obra francesa muito apreciada pelo Aníbal, seguindo-se "Asas do Vento", o novo filme de Hayao Miyazak que finalmente estreia no nosso país.

Teremos ainda "Cinderela", uma adaptação feita em live action do conto de fadas da Disney e, em contraste, "Cake - Um Sopro de Vida", uma obra que tem em Jennifer Aniston uma protagonista deveras deprimida.

Por fim teremos "O Atirador", um filme de ação protagonizado por Sean Penn e Idris Elba, e "Insurgente", um thriller de aventuras com ficção-científica pelo meio.

Passarei a debitar, brevemente, sobre os filmes que parecem merecer mais a nossa atenção.

A obra primeiramente destacada é "Os Combatentes", uma produção francesa premiada em diversas categorias em festivais como os de Cannes ou do Cairo, que o Aníbal já viu e apreciou. Já temos uma crítica ao mesmo neste simpático espaço, que termina da seguinte maneira: «Nem que seja esperança no facto do cinema ser capaz de nos trazer personagens tão fascinantes como esta dupla, numa obra cinematográfica marcada por uma interpretação imaculada de Adèle Haenel, uma realização segura de Thomas Cailley e um argumento capaz de não se reduzir aos meros lugares-comuns e desafiar as nossas expectativas em diversos momentos. O último terço é exemplo disso, mas também a própria capacidade destes dois jovens protagonistas em surpreender-nos. No final ficam os sentimentos expressos ao longo da obra, os sorrisos esboçados pela forma como Madeleine expõe as suas ideias sem pudores mesmo quando choca todos à sua volta, a curiosidade e envolvimento de Arnaud com esta jovem, a cinematografia de David Cailley mas acima de tudo a certeza de que Thomas Cailley é um nome para seguir com enorme atenção e de que Adèle Haenel criou uma personagem que dificilmente sai da memória. Pelo menos da minha memória.»

O filme foi realizado por Thomas Cailley, e baseado num argumento escrito pelo próprio e por Claude Le Pape.

Adèle Haenel, Kévin Azaïs, Antoine Laurent e Brigitte Roüan fazem parte do seu elenco.

Sinopse: Entre os seus amigos e os negócios da família, o verão de Arnaud anuncia-se tranquilo... tranquilo, até que ele conhece Madeleine, tão bonita quanto frágil, com músculos tensos e profecias catastróficas. Ele não esperava nada; ela prepara-se para o pior. Então, o que se irá seguir, se ela nada lhe pede?Arnaud decide seguir Madeleine para um treino de preparação para a recruta militar. Inscrevem-se e partem em busca de algo que nenhum sabe o que é.Inicia-se uma história amor. Ou uma história de sobrevivência. Ou as duas. Ou nenhuma.

Trailer





Outro filme que merece toda a nossa atenção é "As Asas do Vento", mais um, possivelmente o último, escrito e realizado pelo grandioso Hayao Miyazaki, que imperdoavelmente ainda não vimos, mas apenas por enquanto.

Sinopse: Jiro sonha em voar e criar belos aviões, inspirado pelo famoso criador de aeronáutica Caproni. A usar óculos desde tenra idade e impossibilitado de se tornar piloto, Jiro integra a divisão de aeronáutica de uma grande empresa japonesa em 1927. A sua genialidade é cedo reconhecida, e torna-se um dos mais respeitados engenheiros aeronáuticos.Jiro é uma personagem fictícia que resulta do cruzamento das histórias do engenheiro Jiro Horikoshi e do autor Tatsuo Hori. Centrando-se na vida de Jiro, o filme retrata eventos históricos do Japão, incluindo o grande terramoto de Kanno de 1923, a Grande Depressão, a epidemia de tuberculose e a entrada do Japão na guerra.


Trailer





Já agora realçamos a estreia de "Cinderela", uma adaptação em ação real do famoso conto de fadas da Disney, que o Aníbal também já visionou e respeitou. Temos mesmo uma crítica ao filme no nosso blog, cuja conclusão é a seguinte: «Com um guarda-roupa cuidado, um conjunto de cenários que ficam na memória, uma utilização extravagante da paleta cromática, um romance açucarado e uma atmosfera que parece saída de um conto de fadas da Walt Disney, "Cinderela", para o bem e para o mal, respeita o filme de animação que lhe antecedeu, com Kenneth Branagh a demonstrar que é possível adaptar este material para live action. Não me convenceu totalmente, mas também não me aborreceu, existindo a noção da minha parte que não sou propriamente o público-alvo deste filme, embora tenha ficado eternamente agradecido a Branagh por ter-me poupado a números musicais

"Cinderela" foi realizado por Kenneth Branagh, a partir de um argumento de Chris Weitz.

O seu elenco é composto por Lily James, Richard Madden, Cate Blanchett, Stellan Skarsgård, Holliday Grainger, Derek Jacobi e Helena Bonham Carter.

Sinopse: Ella, uma jovem cujo pai comerciante se casa novamente após a trágica morte de sua mãe, acolhe em casa a sua madrasta, Lady Tremaine, e as suas duas filha, Anastasia e Drisella. Tragicamente o seu pai desaparece e Ella fica entregue à sua nova família, ciumenta e cruel, que a a trata como uma serva. Mas apesar de tudo, Ella está determinada a honrar as últimas palavras de sua mãe, sendo corajosa e gentil... mas eis que um jovem que conhecera na floresta, por quem se apaixonara, é afinal um príncipe e não um funcionário do palácio, como Ella acreditara. A oportunidade de reencontrar a sua alma gémea surge quando se prepara um baile no palácio para o qual são convocadas todas as jovens donzelas, mas a sua madrasta e irmãs de tudo farão para o impedir...

Trailer





Os restantes filmes que vão estrear não parecem ser nada de fantástico mas, já agora, mencionamos a estreia de "Cake - Um Sopro de Vida", um filme em que Jennifer Aniston levou a cabo um papel sério e dramático, provavelmente tendo em vista ser nomeada para um Óscar, o que não aconteceu (o filme não teve uma grande receção lá fora).

O filme foi realizado por Daniel Barnz (“Won't Back Down”), através do argumento de Patrick Tobin.

"Cake" conta no elenco com Jennifer Aniston, Sam Worthington, Anna Kendrick, Chris Messina, Felicity Huffman, William H. Macy, Britt Robertson, entre outros.

Jennifer Aniston dá vida a Claire, uma mulher que fica fascinada com o suicídio de Nina (Kendrick), uma mulher do seu grupo de apoio. Enquanto procura descobrir os detalhes sobre o suicídio de Nina, Claire acaba por se envolver com o marido desta (Worthington), ao mesmo tempo que confronta a sua tragédia pessoal. Messina vai dar vida ao ex-marido da personagem interpretada por Aniston, enquanto Huffman interpreta a responsável por ajudar os elementos do grupo de apoio. Mana vai interpretar a enfermeira de Claire.

Trailer

Sem comentários: