21 julho 2014

Resenha Crítica: "Muppets Most Wanted" (2014)

 Quando estreou em 2011, "The Muppets" tinha a responsabilidade de procurar revitalizar os famosos personagens junto do grande público, algo que cumpriu com grande sucesso, jogando com a nostalgia dos fãs, criando novos admiradores dos personagens e apresentando uma história e números musicais relativamente bem elaborados. Nesse sentido, "Muppets Most Wanted" surge como uma sequela bem intencionada, capaz de contar com alguns momentos de inspiração que evidenciam a procura de manter o bom nível do filme anterior, embora também apresente vários desequilíbrios no que diz respeito ao argumento e realização. Veja-se desde logo a forma pouco inspirada como é explorada a situação de termos os personagens a protagonizarem uma tour por cidades como Berlim, Madrid, Dublin e Londres, com os cenários exteriores a raramente serem devidamente aproveitados ao serviço do enredo, sendo que os próprios números protagonizados pelos Marretas nos locais estão longe de sobressaírem pela positiva. Pedia-se mais inspiração, mais construção dos personagens, sendo que o facto de ser um filme para toda a família não chega para justificar a puerilidade de algumas das situações. No entanto, apesar de alguma falta de inspiração, "Muppets Most Wanted" nem por isso deixa de apresentar uma história que facilmente consegue captar a nossa atenção, marcada por alguns números musicais inspirados e dois antagonistas que prometem colocar a vida dos Marretas em convulsão. O enredo começa pouco tempo depois dos eventos de "The Muppets", com Cocas a não saber qual será o próximo passo para o grupo, encontrando-se aberto a ideias, algo que proporciona alguns momentos inspirados onde não falta uma pequena paródia ao magnífico "O Sétimo Selo" de Ingmar Bergman, até Dominic Badguy (Ricky Gervais) dar a ideia dos Marretas irem numa digressão. Cocas encontra-se relutante, mas Fozzie, Piggy, Gonzo e companhia pretendem avançar com o espectáculo, com Badguy a conseguir convencer estes elementos. Dominic Badguy é um elemento ao serviço de Constantine, um perigoso criminoso que se encontra preso num gulag, até conseguir escapar da prisão e procurar assaltar as jóias da coroa britânicas com o auxílio do personagem interpretado por Gervais. Constantine e Dominic logo enganam Cocas em Berlim, com o primeiro a colar um sinal no rosto do protagonista para ficar semelhante a si, algo que coloca este último em perigos, sendo capturado e enviado para um Gulag que conta com a liderança de Tanya (Tina Fey), uma guarda aparentemente fria. A dupla de antagonistas consegue inicialmente enganar os Marretas (com excepção de Animal), devido às parecenças físicas entre o protagonista e Constantine, visto apenas um sinal e a voz os diferenciar, bem como alguns comportamentos. Enquanto os espectáculos decorrem, Constantine e Dominic assaltam locais como o Museu do Tesouro Nacional de Berlim, tendo em vista a recolherem um conjunto de objectos que lhes permite acederem às jóias, procurando enganar os marretas e fugir das autoridades. A representar as autoridades encontram-se Jean Pierre Napoleon (Ty Burrell como uma espécie de Inspector Jacques Clouseau), um elemento ao serviço da INTERPOL, e Sam Eagle, ao serviço da CIA, dois elementos prontos a rivalizarem, incluindo sobre quem tem o distintivo maior, com estes agentes a procurarem descobrir a identidade dos criminosos.

A partir do momento em que Cocas é preso a narrativa divide-se em dois planos, nomeadamente, entre os Marretas a protagonizarem os seus espectáculos internacionais sem preparação e com pouco zelo devido a não contarem com o verdadeiro Cocas, para além da vida do protagonista no Gulag, onde desperta a atenção dos presidiários e de Tanya. Esta é apresentada como estereótipo da frieza russa, com o filme a esticar um pouco a corda no que diz respeito à representação caricatural dos elementos russos, não faltando a presença de gulags na Sibéria, as fardas muito à "União Soviética", com "Muppets Most Wanted" a recuperar um pouco a atmosfera de Guerra Fria, embora num tom farsesco. Cocas inicialmente desespera no local, até começar a integrar-se e organizar um musical, ansiando por ser salvo pelos seus amigos e poder expor Constantine junto do Mundo. Com algumas reviravoltas relativamente previsíveis, "Muppets Most Wanted" conta com vários elementos que caracterizam a saga que vão desde os números musicais, passando pelos inúmeros convidados, o humor, embora nem sempre tudo chegue para sustentar a duração da narrativa. Os convidados especiais raramente se destacam a um ponto que Jack Black conseguira em "The Muppets", uma situação que envolve desperdiçar nomes como Christoph Waltz e Salma Hayek, sendo que elementos secundários como Ricky Gervais e Tina Fey parecem surgir demasiado controlados, perdendo-se um pouco da irreverência que estes poderiam certamente dar ao enredo. O personagem interpretado por Gervais canta, rouba, mostra-se pronto a trair o parceiro de crime, enquanto ficamos perante alguns elementos dos filmes de assalto, sempre com algum humor à mistura e pouca tensão. Estamos perante um filme para toda a família e "Muppets Most Wanted" não esconde isso, procurando apresentar-nos uma história simples, alguns momentos prontos a despertar alguns sorrisos, uns números musicais que ficam na memória, tal como fica bem gravado o momento em que um dos personagens salienta que as sequelas são inferiores, algo que no caso da obra cinematográfica em questão não é uma grande mentira. Os Marretas sabem que estão num filme, apresentando uma dinâmica de grupo nem sempre coesa devido à presença de Constantine, um elemento pronto a improvisar a preocupar-se pouco com os espectáculos, ao contrário de Cocas. Devido a esta situação, "Muppets Most Wanted" deixa-nos também perante um conjunto de espectáculos do grupo que está longe de atingir a singularidade de alguns dos episódios televisivos, algo que em certa parte nem sempre provoca o interesse nos momentos que o grupo está a protagonizar na tour. Por sua vez, Cocas procura incutir os seus valores no Gulag, um cenário marcado pelo frio e peculiares presidiários, onde contamos com um Danny Trejo a interpretar uma versão ficcional de si próprio. Trejo interpreta um presidiário perigoso que canta e dança, ao longo de uma obra que conta ainda com presenças de elementos como Christoph Waltz, Salma Hayek, Celine Dion, Ray Liotta, Frank Langella, Toby Jones, Zach Galifianakis, Tom Hiddleston, Til Schweiger, entre muitos outros.

Estas participações especiais permitem quase uma espécie de "quem é quem" para os espectadores identificarem os actores e actrizes que aparecem no filme, embora o talento dos vários envolvidos nem sempre seja bastante aproveitado. Mesmo os vários elementos do grupo dos Marretas estão longe de sobressair (Gonzo é atirado para as margens), embora não possamos deixar de realçar Statler e Waldorf, dois marretas de idade algo avançada e prontos a apresentarem comentários de enorme acidez crítica para com os restantes elementos. Estes são dois elementos clássicos da franquia, sendo ainda de realçar Miss Piggy com o seu estilo espampanante, bem vestida, pronta a querer casar com o "seu" Cocas embora este tarde em avançar para o próximo passo da relação. A relação entre Cocas e Piggy desperta alguns dos melhores momentos do filme, quer a nível de humor, quer a nível de alguma tensão dramática, com esta a ser um alvo de Constantine (com o vilão a procurar casar com Piggy). O antagonista procura assumir a identidade de Cocas para cometer os seus crimes, enquanto este último volta a evidenciar o seu papel de relevo para a união do grupo e dos Marretas. Temos ainda Walter, um marreta que surgiu pela primeira vez em "The Muppets", um elemento que tem um papel fulcral para Constantine ser desmascarado. Tal como "The Muppets", também "Muppets Most Wanted" é realizado por James Bobin, com este a colaborar na elaboração do argumento com Nicholas Stoller, embora não conte com a colaboração de Jason Segel, uma ausência de peso na sequela. Bobin procura mesclar os elementos típicos dos Marrets com os caper films e de fuga da prisão, sempre num tom leve, embora a realização nem sempre pareça ser das mais inspiradas. As cenas marcadas pela frieza no Gulag são reveladoras de algum do talento de Bobin, mas depois parece que não existiu uma mínima preocupação em explorar devidamente os diferentes locais por onde se desenrola o enredo, apesar destas constantes deslocações permitirem dinamizar a narrativa. Teria ficado certamente a ganhar o filme que, em bom rigor da verdade, está longe de ser maçador ou de se esgotar facilmente em termos de piadas, embora esteja longe de apresentar um aprumo digno de nota. "Muppets Most Wanted" tem alguns momentos genuinamente divertidos, apresenta referências cinéfilas bem conseguidas, é capaz de prender a nossa atenção ao enredo e tem bons números musicais, embora seja demasiado previsível e contenha um argumento demasiado preguiçoso para nos conquistar da mesma forma que "The Muppets" conseguira. No entanto, é sempre de saudar o reencontro com estes magníficos personagens, apesar destes merecerem mais do que a mediania.

Título original: "Muppets Most Wanted".
Título em Portugal: "Marretas Procuram-se".
Realizador: James Bobin.
Argumento: James Bobin e Nicholas Stoller.
Elenco:  Ricky Gervais, Tina Fey, Ty Burrell.

Sem comentários: