28 abril 2014

Resenha Crítica: "Les Apaches"

 Um acto de rebeldia, algo impensado, cometido por um grupo de cinco adolescentes desemboca numa série de gravosos acontecimentos que prometem terminar em desgraça. Falamos dos protagonistas de "Les Apaches", uma das obras mais estimulantes e bem conseguidas da secção competitiva do IndieLisboa 2014, marcada por alguma imoralidade, traições e violência, onde a transição para a idade adulta surge acompanhada por vários tropeções. O desfecho é imprevisível embora Thierry de Perretti nos faça temer o pior em relação ao seu protagonista, o jovem Aziz (Aziz El Hadachi), durante boa parte do filme. Este é o filho de um casal que cuida de uma habitação pertencente a gente abastada, decidindo após uma noite de farra ir para este local marcado por uma piscina, muito espaço, aparentemente ideal para beber, fumar e se possível um dos elementos engatar a bela Maryne (Maryne Cayon). Para além de Aziz e Maryne, o grupo que se diverte na casa é ainda formado por François-Jo (François-Joseph Cullioli), Jo (Joseph-Marie Ebrard) e Hamza ( Hamza Meziani), todos adolescentes, todos rebeldes, e todos prontos a cometer erros. As hormonas estão ao rubro, as células do cérebro a funcionarem mais pelos ímpetos do que pela racionalidade e lá acabam por roubar alguns objectos da casa. Coisas até de pouco valor, que mais tarde acabam por ser devolvidas por Aziz quando percebe que o emprego do pai está em perigo. No entanto, já pouco pode fazer, já que apanha pancada de elementos próximos aos donos da casa, mas também se prepara para entrar em confronto com François-Jo e Hamza, com estes dois a roubarem uma arma que estava na casa e a não terem intenções de a devolver, visto que pretendem lucrar com a mesma. Também não querem ir presos e estão pouco dispostos a ver Aziz a poder falar sobre os parceiros de roubo, com o jovem a não ter intenções de falar, embora os supostos amigos estejam completamente a lixar-se para isso e dispostos a tudo para silenciar o personagem interpretado por El Hadachi.

Os actores, praticamente desconhecidos, que interpretam personagens com quem partilham os seus nomes, destacam-se pelo naturalismo com que dão vida a estes adolescentes, convencendo e remetendo para o egoísmo desta idade, destacando-se pela positiva, bem como este território da Córsega que é exposto com enorme vivacidade por Thierry de Perretti. Conhecido sobretudo pelo seu trabalho como actor (tendo recentemente integrado o elenco de "Saint Laurent", ao lado de nomes como Léa Seydoux), Thierry de Perretti tem na sua segunda longa-metragem como realizador um trabalho intenso, coeso, capaz de explorar com enorme crueza esta história protagonizada por adolescentes rebeldes e prontos a cometer erros. Aziz até parece manter alguns valores morais, mas Hamza e François-Jo mostram-se capazes do pior, numa história onde as mulheres pouco têm relevo e os adultos pouco parecem poder fazer para travar os ímpetos destes jovens. Roubam, mentem, traem, expõem os seus sentimentos, divertem-se, ou pelo menos divertiam-se, tendo de conviver com um erro que conduz a uma série de gravosos acontecimentos imprevisíveis, onde esta região da Córsega, local de nascimento do realizador, é cenário e protagonista desta história. Veja-se desde logo os seus territórios florestais, cenário primordial de uma fuga que termina da pior forma, para além da presença desta comunidade islâmica, enquanto os acontecimentos sucedem-se de forma fluída e os personagens parecem pouco dispostos a mostrar contemplações para com o próximo. "Les Apaches" coloca-nos perante estes "apaches" que vêm a sua juventude extinguir-se e a entrada para a idade adulta a começar da pior maneira, onde nem um pintar do cabelo e o remorso podem fazer o que seja para apagar os desvarios e os actos cometidos. É nestes jovens que Thierry de Perretti concentra as suas atenções, sem contemplações ou paternalismos, estando longe de nos apresentar a personagens sem defeitos ou unidimensionais, com a violência a marcar alguns dos seus actos (boa utilização do fora de campo). Os erros na adolescência não são uma novidade, "Les Apaches" mostra-nos isso mesmo, mas também que Thierry de Perretti é um realizador pronto a falhar muito pouco e a ser capaz de desenvolver uma obra que se revela como uma das agradáveis surpresas da 11ª edição do IndieLisboa.

Título original: "Les Apaches".
Realizador: Thierry de Peretti.
Argumento: Thierry de Peretti e Benjamin Baroche.
Elenco: Aziz El Hadachi, François-Joseph Cullioli, Hamza Meziani, Maryne Cayon, Joseph-Marie Ebrard.

Sem comentários: