31 março 2014

FESTin 2014 - Conheça a programação

 É já no próximo dia 2 de Abril que começa a quinta edição do FESTin (Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa), um festival de cinema que procura "fomentar a interculturalidade, a inclusão social e o intercâmbio cultural nos países de língua portuguesa". O festival é produzido pela Padrão Atual/ ASCULP  Associação Cultura e Cidadania de Língua Portuguesa, em coprodução com o Cinema São Jorge e a EGEAC-CML, tendo nascido em 2010 com o objectivo de "celebrar e fortalecer a cultura lusófona através do cinema, num ambiente de partilha, intercâmbio e inclusão social". A nova edição surge com uma programação bem mais sólida do que em 2013, contando com a exibição de 73 filmes oriundos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal. Estas obras encontram-se divididas em nove mostras, entre as quais, a estreante "Mostra Democracia e Ditadura", onde é pretendida efectuar uma "homenagem aos 40 anos da Revolução dos Cravos" e abordar questões relacionadas com a ditadura no Brasil. Temos ainda secções habituais do FESTin, tais como a "Competição de Longas-Metragens", "Competição de Curtas-Metragens", entre outras. Entre as longas em competição, vale a pena realçar "Serra Pelada", um filme realizado por Heitor Dhalia (após o desastre da sua estreia nos EUA), que abre o certame e tem dividido a crítica canarinha, embora tenha elementos bastante promissores, entre os quais o seu elenco onde constam nomes como Juliano Cazarré, Júlio Andrade, Sophie Charlotte e Wagner Moura.O filme tem como base a célebre corrida ao ouro em "Serra Pelada", tendo como protagonistas Juliano e Joaquim, dois amigos que no início dos anos 80 procuram enriquecer nesta actividade. Pelo caminho, a amizade entre ambos é colocada em perigo, com Juliano a procurar ascender a nível de poder, tornando-se num gangster ambicioso, enquanto o amigo "apenas" pretende enriquecer e assim dar estabilidade há sua filha.

 Ainda na competição das longas-metragens da edição de 2014 do FESTin encontramos "Pecado Fatal", um filme português realizado por Luís Diogo, contando no elenco com Sara Barros Leitão, Miguel Meira e João Guimarães, mas também obras como "A Memória que me contam" de Lúcia Murat (também na Mostra Democracia e Ditadura), "Cores" de Francisco Garcia, "Elena" de Petra Costa (também na Mostra Democracia e Ditadura), "Impunidades Criminosas" de Sol de Carvalho, "Menos que Nada" de Carlos Gerbase, "O Destinado" de Henrique Narciso, "O Espinho da Rosa" de Filipe Henriques (co-produção entre Portugal e Guiné-Bissau), "Vazio Coração" de Alberto Araújo. Fora da competição, mas nem por isso menos promissoras, encontramos algumas obras cinematográficas brasileiras em "Mostra de Cinema Brasileiro '14". No campo das longas encontramos "Dossiê Jango" de Paulo Henrique Fontenelle, um documentário que "traz à tona o período em que o ex-presidente João Goulart viveu no exílio e as circunstâncias de sua morte"; "Hércules 56" de Sílvio Da-Rin; "Insônia" de Beto Sousa, que conta no elenco com Lara Rodrigues, Luana Piovani, Daniel Kuzniecka, Nicolas Condito, entre outros; o filme de animação "Rio 2096 – Uma história de amor e fúria" de Luís Bolognesi; "Vai que dá Certo" de Maurício Farias; "Vendo ou Alugo" de Betse de Paula. No caso de "Vendo ou Alugo" (na imagem) estamos perante o filme de encerramento da sétima edição do FESTin, uma comédia que venceu 12 prémios no Cine PE - Festival do Audiovisual. O filme conta no elenco com Marieta Severo, Marcos Palmeira, Nathalia Timberg, Silvia Buarque, Beatriz Morgana, Maria Assunção, entre outros. Nesta mostra, contamos ainda com a exibição de oito curtas-metragens, nomeadamente, "Antes de Palavras" de Diego Carvalho Sá, "Assim" de Keila Serruya, "Muros Entre Nós" de Chico Toledo, "O Boneco de Neve" de Diego Müller, "O Tempo que Leva" de Cíntia Domit Bittar, "O Vendedor de Coisas" de Deleon Souto, "Os Lados da Rua" de Diego Zon, "Sombras do Tempo" de Edson Ferreira. Ainda no âmbito das curtas, vamos ter uma secção competitiva dedicada às mesmas, com estas a serem inseridas em quatro blocos distintos.

 Ainda no campo competitivo encontramos a secção "Maratona de Documentários", que conta entre os jurados com o grande Roni Nunes do C7nema, Paulo Portugal e José António Ricardo. Entre as longas-metragens exibidas vamos ter "Arte de interpretar – A saga da novela Roque Santeiro" (na imagem) de Lúcia Abreu, uma das obras que mais curiosidade promete despertar devido à popularidade da novela e Regina Duarte ser uma das convidadas do FESTin. O documentário revela "a saga da novela Roque Santeiro, desde a sua primeira versão, censurada em 1975, até o grande sucesso ocorrido em 1985, mostrando os bastidores, a história não contada". Temos ainda a exibição de "Azul Alvim" de José Paulo Valente, um documentário que homenageia o músico Fernando Alvim; "Cidade de Deus, 10 anos depois" de Cavi Borges e Luciano Vidigal; "De Armas e Bagagens" de Ana Delgado Martins; "De Volta" de Rafael Figueiredo; "Outro Sertão" de Adriana Jacobsen e Soraia Vilela; "Repare Bem" de Maria de Medeiros. Entre as novidades da quinta edição do FESTin encontra-se a Mostra Democracia e Ditadura, uma das mais promissoras do certame. Nesta secção encontramos "As Memórias Não se Apagam", um documentário realizado pelo crítico de cinema José Vieira Mendes, feito especialmente para marcar os 40 anos da Revolução dos Cravos em Portugal e os 50 anos do Golpe de 64, no Brasil. Esta é a única obra a ser exibida em exclusivo nesta Mostra. Veja-se que "As Memórias que me Contam" e "Elena" se encontram nas longas em competição, por sua vez "De Armas e Bagagens" e "Repare Bem" estão inseridos na Maratona de Documentários, enquanto que "Dossiê Jango" e "Hércules 56" estão na Mostra Brasileira de Longas. Outra das novidades da edição de 2014 do FESTin centra-se no país convidado, nomeadamente, a França, visto que é a primeira vez que este evento conta com uma nação não-lusófona como convidada. A justificação para esta escolha centra-se na ligação cultural e afectiva com o universo lusófono, com a esta secção a contar com o apoio do Institut Français Portugal, da Aliança Francesa e da Rádio França Internacional. Entre os destaques desta secção encontra-se o documentário "Cesária Évora - Morna Blues" de Éric Mulet e Anaïs Prosaïc, sendo ainda de destacar "Hóspedes da Noite" e "O Grande Bazar", duas obras cinematográficas de Licínio de Azevedo.

A programação do FESTin não se fica por aqui, com o festival a contar ainda com as mostras de "Inclusão Social", "Infantojuvenil", a "Homenagem a Cabo Verde", entre outras. Na homenagem a Cabo Verde encontramos a exibição da obra "O Testamento do Senhor Napumoceno", um filme realizado por Francisco Manso, que conta no elenco com Nelson Xavier, Maria Ceiça, Chico Diaz, Karla Leal, Zezé Motta, Via Negromonte, Francisco Assis, Milton Gonçalves e Camacho Costa, entre outros. Vale ainda a pena realçar "Cova da Moura Portugal ou Cabo Verde", um documentário que tem como tema central a condição social cabo-verdiana em Cova da Moura, um bairro da grande Lisboa cuja população é maioritariamente composta por imigrantes. A programação do FESTin não se faz apenas de filmes, veja-se desde logo as célebres "Mesas Redondas", onde teremos em discussão: "Francofonia/Lusofonia no cinema" e "Democracia e Ditadura". Como se pode verificar, a programação do FESTin surge bastante diversificada e com um conjunto de obras que despertam alguma curiosidade e prometem ser raras de ver numa sala de cinema (em circuito comercial) em Portugal. Nesse sentido é bastante relevante encontrarmos um festival que procura reunir obras de vários países de língua portuguesa, sendo ainda um dos poucos eventos que dá alguma merecida atenção ao cinema brasileiro. A quinta edição do FESTin decorre de 2 a 9 de Abril e terá a cobertura deste espaço através deste incauto blogger. Os bilhetes para o festival estarão à venda na bilheteira do Cinema São Jorge a partir do dia 1 de abril e têm um custo de 3,00 € (bilhete normal); 2,50 € (até 25 anos e maiores de 65 anos:); 1,50 € (Maratona de documentários por sessão; estudantes; grupos de mais de 10 pessoas – por pessoa); 5,00 € (Maratona de documentários – todas as sessões).

Mais informações sobre a programação da quinta edição do FESTin em: http://festin-festival.com/?page_id=3247

Sem comentários: