25 julho 2013

Resenha Crítica: "The Missing Person"

 Filme independente, capaz de captar um pouco da essência dos filmes noir que tanta popularidade tiveram nos anos 40 e 50, "The Missing Person" apresenta-nos a um Michael Shannon como John Rosow, um detective solitário, que debita diálogos sardónicos e evoca um estilo de Philip Marlowe e Sam Spade, um indivíduo aparentemente fora do seu tempo, que lida com problemas do presente num território dos EUA a lamber as feridas do trauma causado pelo atentado do 11 de Setembro de 2001. As Torres Gémeas desapareceram, o sentimento de segurança interna dos EUA foi arrasado e parece ter-se gerado um clima de inquietação colectivo, que surge transporto na narrativa pelo protagonista, um detective que outrora fora polícia, mas vive num aparente vazio, até receber um telefonema de Drexler (Paul Adelstein), que promete dar algum tempero à sua vida. Rosow é designado para seguir Harold Fullmer (Frank Wood), um indivíduo que se encontra acompanhado por uma jovem criança mexicana, tendo de partir de imediato para um comboio. Quem é este indivíduo e quais são os seus propósitos? Porque aparece acompanhado por uma criança que não é o seu filho? Quais as verdadeiras intenções por detrás da investigação conduzida por Rosow? Estas são algumas perguntas que o protagonista se faz ao longo da narrativa, enquanto vamos descobrindo algumas respostas sobre o indivíduo misterioso e até sobre o protagonista. 
 Curiosamente, ou talvez não, quer o protagonista, quer o personagem que este segue, surgem com um passado marcado pelo atentado do 11 de Setembro de 2001, um evento marcante nas suas vidas e na História dos Estados Unidos da América, que continua a manter feridas abertas nas suas almas, algo que se reflecte ao longo da narrativa. Rosow é um detective cínico, aparentemente sem sentimentos, que se entrega ao álcool com a mesma facilidade com que dispara falas de cariz sexual em direcção às mulheres, um indivíduo complexo, que tem em Michael Shannon o intérprete ideal para explorar toda a aura de cinismo que envolve o personagem. Shannon não é Bogart, nem Dana Andrews, mas surge como o actor ideal para o papel, digno herdeiro dos detectives noir, embora a sua história entronque bastante no passado recente do seu país, um passado que é explorado de forma assertiva ao longo do filme. A homenagem aos filmes noir não ficam por aqui, com "The Missing Person" a apresentar um conjunto de personagens de carácter dúbio, uma atmosfera algo pessimista em relação ao futuro, a incerteza, a narração em off, o detective particular com falas sardónicas, não faltando até Amy Ryan como uma mulher misteriosa que surge como ponto de contacto entre este e Drexler, ao mesmo tempo que desenvolve uma tensão sexual com o protagonista, qual femme fatale, ainda que com elementos que a distinguem da categoria. 
 Escrito e realizado por Noah Buschel, "The Missing Person" é daqueles filmes que infelizmente prometem ficar perdidos por entre muitas obras cinematográficas que estreiam nas salas de cinema. Neste caso, uma política de divulgação desastrosa da distribuidora conduziu a que o filme tivesse sido um insucesso atroz e injusto, que nem a fama de Michael Shannon conseguiu evitar. "The Missing Person" conta com os seus problemas, com a missão de Rosow a ser marcada por momentos que nem sempre fazem sentido, mas tudo é tão bem amarrado e com alguns diálogos tão deliciosos que facilmente nos deixamos prender por esta narrativa composta por estranhos personagens, uma fotografia bastante interessante e um Michael Shannon com um papel soberbo, que nos faz questionar sobre a dificuldade de algumas pérolas independentes se imporem nas salas de cinema. "The Missing Person" conta com um orçamento limitado, mas essa situação raramente parece extinguir as suas ambições, revelando-se um filme neo-noir surpreendente, capaz de nos envolver na sua história recheada de reviravoltas, personagens peculiares, algum humor negro e um Michael Shannon em bom nível.

Título: "The Missing Person". 
Realizador: Noah Buschel. 
Argumento: Noah Buschel.
Elenco: Michael Shannon, Frank Wood, Amy Ryan, John Ventimiglia.

Sem comentários: