31 março 2013

Resenha Crítica: "Estórias"


 Conhece João Manuel Serra? E se formos pelo nome de "Senhor do Adeus"? Assim é provável que se lembre desta mítica figura que tinha como simpático hábito acenar a automobilistas em plena Lisboa. Se a sua figura era reconhecida por aqueles que se deparavam com João Serra, o dia 11 de Novembro de 2010, data do seu falecimento, levou a que ganhasse ainda mais mediatismo, ou não fosse uma figura sui géneris da nossa sociedade. Numa época onde vivemos a correr de um lado para o outro, em que temos vários meios de comunicação mas pouco comunicamos directamente, João Serra surge como uma gota num Oceano ao ter o hábito incomum de acenar para aqueles que desconhecia, criando-se um estranho laço com esta figura que serve como mote para "Estórias", um documentário escrito e realizado por João Gomes. 
 Mas afinal quem é João Serra? Não espere que "Estórias" responda paradigmaticamente a esta questão, nem que o trate como um coitadinho solitário ou um "maluquinho", apresentando-o sempre como um ser humano simpático, que como qualquer um de nós tinha os seus hábitos, que neste caso passavam por dizer adeus a desconhecidos. A história de João Serra serve como ponto de partida para acompanharmos três figuras interessantes que procuram na companhia de desconhecidos um conforto para a sua solidão: Helena uma mulher viciada em desporto que frequenta o ginásio, como se este fosse um refúgio. Frederico Carvalho, que organiza encontros entre pessoas com backgrounds diferentes em Alfama, que visam proporcionar o contacto directo e não o contacto virtual que tanto afasta os seres humanos. Joana Carvalheiro uma senhora idosa simpática e faladora, mas solitária, que faz parte da massa anónima de figurantes que diariamente preenche as plateias televisivas
 Não espere que "Estórias" seja um documentário apenas sobre "o senhor do Adeus", bem pelo contrário existe sempre algo de mais complexo que dependerá acima de tudo das vivências e experiências pessoais de cada espectador para se ligar ou afastar de cada uma das quatro figuras que acompanham o filme. Helena, Francisco e Joana poderiam ser três automobilistas que João Serra acenaria, mas surgem como figuras que partilham parte do seu quotidiano, ansiedades e desejos com o espectador, enquanto a formação de sociólogo de João Gomes parece vir ao de cima na forma como explora os comportamentos dos seres humanos e os processos que interligam os indivíduos em grupos (Frederico) e as instituições (Joana e Helena). É exactamente nesta exploração do trio no meio que os envolve, quer quando estão em grupo, quer quando estão sozinhos, que "Estórias" se destaca ao apresentar pequenas "estórias" sobre várias figuras comuns, mas que tanto têm para dar.
 Embora nunca explore devidamente a figura de João Manuel Serra, que serve acima de tudo como um ponto de partida e uma figura ilustrativa e representativa de alguém que queremos saber sempre mais, "Estórias" revela-se um documentário assaz interessante que esconde diversas "estórias" para interpretarmos. Entre a interacção destes personagens nos espaços públicos e nos espaços privados, o seu comportamento em grupo ou isolados, "Estórias" apresenta-nos um documentário recheado de simbolismos e pequenas histórias, que tanto parecem ter para dar ao longo da sua hora de duração.

Classificação: 3 (em 5). 
Título: Estórias. 
Realizador: João Gomes. 
Argumento: João Gomes.
Elenco: Frederico Carvalho, Helena Estevens, Joana dos Santos Cavalheiro.

Sem comentários: