19 março 2013

8 ½ Festa do Cinema Italiano 2013 - Breve Antevisão

O 8 ½ Festa do Cinema Italiano está de volta. O prestigiado certame que permite aos cinéfilos desfrutarem em sala de obras cinematográficas italianas celebra o seu sexto aniversário, indo decorrer em Lisboa, Coimbra, Porto, Funchal, Loulé e Luanda. Em Lisboa, o 8 ½ Festa do Cinema Italiano decorre entre os dias 20 de Março a 28 de Março de 2013 e terá a cobertura da Take Cinema Magazine (e por conseguinte do Rick's Cinema).

A sexta edição do 8 ½ fica marcada pela passagem do evento para o Cinema São Jorge, um cinema histórico de Lisboa, que tem sido o palco primordial de vários festivais e mostras de cinema que decorrem na capital portuguesa. Se a mudança para o Cinema São Jorge é uma novidade, o mesmo não se pode dizer do facto da Festa do Cinema Italiano trazer ao público várias obras cinematográficas italianas muito promissoras, divididas em várias secções marcadas por muito e bom cinema, bem como um conjunto de eventos paralelos que prometem apimentar a programação.

Para a Sessão de Abertura do Festival foi seleccionado 'Romanzo di una Strage' de Marco Tullio Giordana, um filme que dramatiza a investigação policial ao massacre de Piazza Fontana, que aconteceu em Milão, a 12 de Dezembro de 1969. No plano oposto, 'La Migliore Oferta' de Giuseppe Tornatore foi o escolhido para o filme de encerramento do certame. Com um elenco composto por nomes como Geoffrey Rush, Jim Sturgess, Sylvia Hoecks e Donald Sutherland, 'La Migliore Oferta' acompanha Virgili Oldman é um famosíssimo leiloeiro e grande colecionador de arte, misantropo, misógino e riquíssimo, obcecado com mulheres que não consegue se consegue aproximar de ninguém que só pode possuir em retratos.

Uma das secções mais interessantes da edição de 2013 do Festa do Cinema Italiano é a "Focus". Dedicada ao cinema di genere italiano, esta secção conta com algumas pérolas preciosas e raras, que são verdadeiras oportunidades únicas para os espectadores verem nas salas de cinema alguns poliziottesco, um género bem popular nos anos 70, e Itália (e não só). Entre os filmes do género, vale a pena destacar 'Milano calibro 9', 'La Mala Ordina' e 'Il Boss', a chamada "Trilogia del Milieu" de Fernando di Leo. Paralelamente o festival conta ainda com outro sector do cinema di genere italiano, o spaghetti western. É verdade, este ano temos spaghetti western na Festa do Cinema Italiano (algo de elogiar), onde não falta a exibição de obras como 'Keoma' de Enzo G. Castellari, 'Vamos a Matar, Compañeros!' do lendário Sergio Corbucci (que reúne no elenco Franco Nero e Tomas Milian), entre outras.

Na secção competitiva, encontramos a presença de sete novos filmes, primeiras ou segundas obras, de autores italianos, que concorrem ao prémio de melhor filme em competição. De acordo com a informação do site do festival, estes filmes foram seleccionados "pela sua ousadia e capacidade expressiva, se distinguiram ao longo do último ano afirmando-se através da sua competência e do desejo de fazer cinema de qualidade". Entre as longas-metragens da secção competitiva encontra-se 'A.C.A.B. All Cops Are Bastards' de Stefano Sollima, um filme sobre três polícias de intervenção, que mergulham na violência de uma sociedade exasperada, privada das regras que eles querem fazer respeitar. Esta secção conta ainda com 'Io Sono Li' de Andrea Segre, um filme que conta no elenco com Zhao Tao, Rade Sherbedgia, Marco Paolini, Roberto Citran. A história de 'Io Sono Li' acompanha Shun Li, uma mulher que trabalha num laboratório têxtil na periferia de Roma para obter os documentos necessários à chegada do filho em Itália, cuja vida muda quando é transferida para perto de Veneza. A secção competitiva fica completa com 'I Primi Della Lista' de Roan Johnson de 'Gli Equilibristi' de Ivano de Matteo, 'Bellas Mariposas' de Salvatore Mereu, 'Il Futuro' de Alicia Scherson, e 'Pulce Non C'È' de Giuseppe Bonito.

Ainda no âmbito das longas-metragens, vale a pena destacar duas secções: Panorama e Altre Visioni. Na secção Panorama podemos encontrar cinco filmes, escolhidos "pela qualidade e pela originalidade artística", 'Una Famiglia Perfetta' de Paolo Genovese, 'È Stato Il Figlio' de Daniele Ciprì, 'La Migliore Offerta' de Giuseppe Tornatore (filme de encerramento), 'Romanzo di una Strage' de Marco Tullio Giordana, 'L’Intervallo' de Leonardo Di Constanzo. De salientar, 'L'Intervallo', o vencedor do Prémio Melhor Filme (Jaeger-LeCoultre) da 6ª Edição do Estoril & Lisbon Film Festival. O filme desenrola-se em Nápoles, em particular num prédio abandonado e acompanha Veronica e Salvatore. Veronica é uma jovem de 16 anos que fez uma afronta ao boss da Camorra do seu bairro que aí a fechou à força. Salvatore foi obrigado a fazer-lhe de guarda. Ambos são prisoneiros naquele lugar deserto, à espera que o boss chegue para dar a Veronica a punição que merece.

Na secção Altre Visioni temos a exibição de quatro filmes, nomeadamente, 'Su Re' de Giovanni Colombu, 'Tulpa' de Federico Zampaglione, 'Tutto Parla Di Te' de ALINA MARAZZI, e 'La Leggenda di Kaspar Hauser' de Davide Manuli. Aproveitamos para destacar 'La Leggenda di Kaspar Hauser', uma obra que captou a nossa atenção, que tem a intrigante sinopse: "Depois de ter desaparecido ainda pequeno, por mão dos seus inimigos, para que não pudesse herdar a coroa, o príncipe Kaspar Hauser volta de repente a aparecer numa praia deserta do Mar Mediterrâneo, num tempo e num lugar não especificados. Deverá confrontar-se com a crueldade de uma Grã-duquesa que sente ameaçado o poder que ela exerce sobre a comunidade. Para livrar-se do intruso oiro, procura então a ajuda de Pusher, um criminoso com o qual tem uma relação. Mas ele esquece-se de tomar em conta o xerife, um DJ que considera Kaspar o Novo Messias".

Outra secção de grande interesse e recheada de puro luxo cinematográfico é a secção "Amarcord". Se em relação a 'La Guerra Dei Vulcani: Bergman and Magnani' de Franscesco Patierno, um filme sobre o escândalo sentimental formado pelo triângulo Roberto Rossellini, Ingrid Bergman e Anna Magnani, ainda não sabemos o que esperar, o mesmo não se pode dizer de '8 ½' de Federico Fellini e 'Il Gattopardo' de Luchino Visconti, duas obras-primas, que merecem ser vistas, revistas e muito apreciadas. A sexta edição do 8 ½ Festa do Cinema Italiano conta ainda com mais secções recheadas de obras cinematográficas, entre as quais, as Sessões Especiais, da qual destacamos 'Benfica - Torino 4-3', um filme realizado por Andrea Ragusa e Nuno Figueiredo. Este é um documentário que certamente promete despertar a atenção dos fãs do "desporto rei", ao acompanhar os eventos que se seguem ao amigável entre o Sport Lisboa e Benfica e o Torino, a 3 de Maio de 1949, no Jamor. No dia a seguir ao jogo, na viagem de regresso, um trágico acidente de avião custa a vida a toda a equipa italiana, um conjunto de acontecimentos acompanhados por esta obra de Ragusa e Figueiredo. De salientar ainda a secção 'Il Corto', o festival conta com a exibição de uma série de duas curtas e uma média metragem realizadas por Alessio Di Zio.

A programação da edição de 2013 da Festa do Cinema Italiano não se fica apenas pelos filmes, contando com uma série de eventos paralelos, dos quais destacamos, a Festa de Abertura do 8 ½ no Miradouro Portas do Sol (20 de Março), bem como o Concerto de Calibro 35 ao vivo no Ritz Clube, que marca o encerramento da Festa do Cinema Italiano em Lisboa.

Voltamos a recordar que a 6ª edição da Festa do Cinema Italiano decorre entre os dias 20 a 28 de Março em Lisboa. Os filmes serão exibidos no Cinema São Jorge e no Teatro de Bairro. Podem consultar o programa completo, preço dos bilhetes, horários, entre outras informações sobre o 8 ½ Festa do Cinema Italiano no site oficial do certame: http://www.festadocinemaitaliano.com/

Fiquem agora com o magnífico spot do Festival:

 

Artigo originalmente escrito para a Take Cinema Magazine: https://www.facebook.com/take.com.pt

Sem comentários: