27 setembro 2011

Charlie Sheen, Warner Bros TV e Chuck Lorre chegam a acordo

É OFICIAL: A Warner Bros TV e Charlie Sheen chegaram a um acordo legal que resolveu a disputa legal que opunha ambas as partes, após o actor ter avançado com um processo legal no valor de cem milhões de dólares contra o estúdio e o produtor-executivo de "Two and a Half Men" Chuck Lorre. A Warner Bros emitiu o seguinte comunicado:

“A Warner Bros. Television, Chuck Lorre e Charlie Sheen resolveram a sua disputa para mútua satisfação das partes. O processo legal e a arbitragem serão retiradas por todas as partes. As partes concordaram em manter a confidencialidade sobre os termos do acordo".

O acordo entre as partes era algo que se especulava à algum tempo, devido à postura conciliadora que Charlie Sheen tem mantido ao longo das últimas semanas, durante as entrevistas que tem concedido, tendo culminado no pedido de desculpas público na 63ª Edição dos Emmys, quando este desejou o melhor para todos os seus ex-colegas, para "Two and a Half Men" e para Ashton Kutcher.

Apesar dos termos do acordo não terem sido revelados, o Deadline especula que os valores da indemnização que Sheen recebeu devem andar a rondar os 25 milhões de dólares, aos quais são acrescentados a comissão das verbas que a Warner recebe pela emissão das séries nos canais por cabo e nas repetições de episódios das oito temporadas iniciais da série.

Infelizmente, Sheen já não poderá regressar a "Two and a Half Men" (visto o seu personagem ter sido morto no primeiro episódio da nona temporada), mas está a programar um rápido regresso ao grande ecrã com a adaptação do filme "Anger Management" para série televisiva, ao lado do produtor Joe Roth, do roteirista Bruce Helford e do distribuidor Debmar-Mercury.

Sem comentários: