28 novembro 2010

Fora de Tempo: Trecho de A Canção da Terra

Para o post de hoje, da secção Fora de Tempo, decidi colocar um trecho de "A Canção da Terra". O trecho diz respeito aos sete minutos iniciais do filme, onde nos são apresentados os personagens principais do filme e grande parte do enredo que irá desenvolver-se ao longo do filme.
A Canção da Terra foi a primeira longa-metragem dirigido por Jorge Brum do Canto, realizador que já tinha alguma experiência atrás das câmaras, tendo trabalhado como assistente de Leitão de Barros em "As Pupilas do Senhor Reitor" e dirigido alguns documentários. O filme estreou originalmente a 29 de Março de 1938, no S.Luís em Lisboa, tendo onze partes e 3160 metros. O filme recebeu largados elogíos do público e da crítica, marcando o início de uma carreira cinematográfica bastante profícua, com filmes como “João Ratão”; “Lobos da Serra”; “Chaimite”.
No trecho, somos apresentados a Gonçales e seu pai, que conversam sobre a ida dos filhos do João Correia para os Estados Unidos. O filme começa assim por abordar uma problemática contemporânea à elaboração do filme, que passa pela emigração da população portuguesa para outros Países, sendo esta uma situação ainda mais notada nas ilhas. Perante as queixas do filho pelas más condições em que se encontra a sua vida, o pai acaba por repreender o mesmo, salientando as dificuldades maiores que passou ao longo da sua vida laboral e nem por isso desistiu de lutar. Para exacerbar o discurso do pai de Gonçales, Brum do Canto irá utilizar um close-up, colocando o personagem a discursar não só para o filho, mas sobretudo para dar a sensação de que está a falar para o público.
Posteriormente somos apresentados a Caçarola e Nazairinho, personagens interpretados por Óscar de Lemos e José Manuel Pinheiro, que são o alívio cómico do filme.
Pelo meio presenciamos ainda uma festa popular, onde somos apresentados a Bastiana, a grande paixão de Gonçales e a João Gonçales, o personagem que ameaça destruir a felicidade de ambos.

Trecho de "A Canção da Terra":

Sem comentários: