23 novembro 2010

Buffy, The Vampire Slayer separa-se do seu criador

Certamente todos se lembram da série de culto Buffy the Vampire Slayer que passou nas nossas televisões nos finais da década de 90, e que celebrizou Sarah Michelle Gellar. Sete anos depois do seu final (2003, após a 7ª temporada), de modo a aproveitar a febre dos vampiros inspirada por Stephenie Meyer, a Warner Bros. e a Atlas Entertainment lembraram-se que seria a altura ideal para fazer um reboot à série e realizar um filme sobre esta mítica personagem. O mais controverso, no entanto, é mesmo o facto de as produtoras não contarem com Joss Whedon, nada mais nada menos que o criador da série.
Assim, a produção ficará a cargo de Charles Roven e Steve Alexander da Atlas, juntamente com Doug Davison e Roy Lee da Vertigo Entertainment, e Whit Anderson escreverá o guião.


Charles Roven já manifestou o interesse em recriar todo o universo que caracterizava a série televisiva, pelo que não são de esperar muitas parecenças entre ela e o filme.

Joss Whedon, comentando a situação, manifestou o seu profundo desagrado, acusando a Warner Bros. de falta de criatividade e originalidade, demonstrando-se descontente por ver a sua própria criação nas mãos de outrém declarando, ironicamente, que ia fazer um reboot dos filmes do Batman.

De forma a recordar a série, resolvemos disponibilizar uma preciosidade da série, na qual vemos Rupert Giles (Anthony Head) a tocar viola e a cantar a música dos The Who, Behind Blue Eyes.


Sem comentários: