10 janeiro 2010

Box Office de dias 8-10 de Janeiro

Os resultados do Box Office, desta semana, já foram actualizados, nos sites Coming Soon e Box Office Mojo (podem conferir a tabela no fim do post). Esta semana o Box Office Norte-Americano ficou marcado pela manutenção de Avatar no topo da tabela, indo na quarta semana consecutiva nesse lugar. Quanto ao resta da tabela há que salientar ainda manutenção de Sherlock Holmes e Alvin and the Schipmunks: The Squeakquel, em segundo e terceiro lugar pela terceira semana consecutiva. As estreias da semana, Daybreakers, Leap Year e Youth in Revolt, tiveram uma recepção mediana, sobretudo o último.

Quanto a Avatar, como já foi referido, ficou em primeiro lugar, logrando obter uma resultado extraordinário, perdendo 29,2% em relação à semana anterior, o que confirma a capacidade do filme em trazer público ao cinema, não só para ver o filme pela primeira vez mas também para o rever. O aparato criado à sua volta tem contribuído e muito para esta situação, transformando-se cada vez mais como um filme-evento, onde para imprescindível assistir ao mesmo. O filme obteve mais 48,5 milhões de dólares, tendo um resultado de bilheteira acumulada na volta dos 429,040,000 de dólares.Com este resultado, começa a ser cada vez mais evidente que todos os sonhos são possíveis para Avatar, tendo já ultrapassado Transformers:Revenge of the Fallen, como melhor receita de bilheteira num filme que estreou em 2009. A nível interno o filme está no sétimo lugar, entre as melhores receitas de Box Office de sempre, esperando-se que apanhe The Dark Knight, no segundo lugar, que conta com 533,345,358 de dólares. De notar, que o filme ultrapassou Spider-Man, como filme que obteve a melhor bilheteira na sua terceira semana de exibição. Mundialmente o filme já soma 1,018 biliões de dólares, valores que o colocam na 2ªposição, tendo apenas à sua frente, Titanic, outra obra de James Cameron, que assim tornou-se como um dos realizadores mais mediáticos de todos os tempos. A questão que se coloca é: Conseguirá James Cameron superar James Cameron e após ser o Rei do Mundo, passar a ser o Rei do Universo, conquistando o primeiro lugar ao seu anterior trabalho (Titanic)?

Quanto ao elevado orçamento do filme, parece que contra todas as expectativas a Fox prepara-se para obter lucro com o filme, com o mesmo ainda nas salas de Cinema.

Sobre o Filme:
Em 1996, James Cameron encantou o Mundo com Titanic, maior sucesso de bilheteira de todos os tempos, superando os dois biliões de dólares. Em 2009, o mesmo James Cameron regressa às salas de cinema com Avatar, que representa não só um regresso do conceituado realizador após um longo afastamento, como também um regresso deste ao género da Ficção Científica.
Em Avatar a acção acontece no Século XXII, no Planeta Pandora. O personagem principal é Jake Sully, um antigo Marine confinado a viver numa cadeira de rodas. Inconformado com o seu estado de imobilidade, quer continuar a ser útil, é então que parte numa expedição ao Planeta Pandora. O propósito principal desta expedição é extrair um minério que vale qualquer coisa como vinte milhões de dólares por kg na terra. Devido a não conseguirem respirar em Pandora, e para facilitar a interacção com os nativos, os Na´Vi´S, os humanos utilizam um atalho de ligação, que os conecta a um corpo semelhante ao dos indígenas. Assim funcionam como uma espécie de híbrido, corpo de alienígena e mente de humano, a estes seres híbridos é dado o nome de Avatar.
Na forma de Avatar, Jake pode novamente andar, indo aproveitar a sua nova forma exterior para interagir e infiltrar-se no interior dos Na´Vis. Ao ter a sua vida em perigo é salvo por Neytiri, uma Na´Vi, que reluta em aceitar Jake pois este representa uma raça exterior que vem explorar e esgotar os recursos do seu mundo. À medida que a relação entre Jake e Neytiri vai-se aprofundando, este vai ter que lidar com conflito entre humanos e Na´Vis que poderá colocar um fim a Pandora. Ou seja um romance em tempos de guerra mas tudo num cenário futurista.
Mais informações no site oficial do filme: http://www.avatarmovie.com/ .

Elenco: Sam Worthington, Zoe Saldana, Sigourney Weaver, Michelle Rodriguez, Giovanni Ribisi, Joel David Moore, CCH Pounder, Peter Mensah, Laz Alonso, Wes Studi, Stephen Lang, Matt Gerald

Avatar no Blogue: http://bogiecinema.blogspot.com/search?q=avatar

O segundo lugar ficou para Sherlock Holmes, que marca um regresso em grande do famoso detective às salas de Cinema e para Guy Ritchie, que vê assim relançada a sua carreira em Hollywood, após váriso anos fora das boas graças do público. Sherlock Holmes obteve 16,610,000 dólares em 3,626 salas, numa queda de 54,6% em relação à semana passada. Os valores de bilheteira acumulada são bastante positivos, sobretudo se tivermos em conta o cepticismo inicial de alguns quadrantes do público, o filme soma 165 milhões de dólares. De referir que Mundialmente o filme já soma valores a rondar os 250 milhões de dólares.

Sobre Sherlock Holmes; Nos últimos anos, o personagem criado por Sir Artur Conan Doyle tem andado arredado das salas de Cinema, nomeadamente, desde 1985, quando Barry Levinson realizou, Young Sherlock Holmes, numa tentativa de chamar um público mais jovem à sala, ou seja de tornar o filme mais sedutor. Assim, 2009 marca o regresso do famoso detective, ainda que com um update que o transfigura da versão a que estávamos habituados a ver com Basil Rathbone como protagonista. O filme ganha assim uma maior contemporaneidade para satisfazer os gostos do público actual, ou não tivessem as obras cinematográficas dependentes do público que a assiste.

Sherlock Holmes é realizado por Guy Ritchie, e protagonizado por Robert Downey Jr (Sherlock Holmes), Jude Law (Mr.Watson), Rachel McAdams (Irene Adler) e Mark Strong como o vilão Lord Blackwood. O filme tem gerado alguma expectativa, tendo agora na nomeação de Robert Downey Jr para o Globo de Ouro de Melhor Actor na categoria de comédia ou musical um dos seus pontos altos.

O filme é inspirado na Graphic Novel de Lionel Wigram intitulada Sherlock Holmes. A obra de Wigram vai trazer algumas alterações à visão mais divulgada do personagem, indo eliminar alguns hábitos vitorianos, colocando um maior enfoque na ação, contendo inclusive elementos presentes nos primeiros textos de Arthur Conan Doyle com o personagem, como a sua habilidade em desportos como boxe e esgrima.

Em terceiro lugar ficou Alvin and The Chipmunks: The Squeakquel, que obteve 16,300,000 de dólares, tenha obtido uma bilheteira total de 178,184,000 de dólares. Os valores representam, à semelhança de Sherlock Holmes, uma queda de mais de 50% em relação à semana anterior, mas que não deixam de ser números extraordinários tendo em conta o orçamento de 75 milhões de dólares (já pensavam que eu ia criticar o filme hehehe).

Sobre o filme:
Após o sucesso de bilheteira do primeiro filme, uma sequela era esperada, e o que é que uma sequela deve conter? Tudo o que primeiro filme contém mas em dobro, e é isso que acontece com Alvin and Chipmunks com a introdução das Chipettes, ou seja não teremos três mas sim seis esquilos a estrelarem a sequela. A continuar neste ritmo o ideal era no terceiro filme envelhecerem os personagens, para estes puderem ter filhos e assim em vez de seis teríamos nove esquilos. Brincadeiras à parte, o primeiro filme fez mais de 350 milhões de dólares em receitas de bilheteira, algo assinalável para um filme de cariz infantil, assim é mais do que lógico que tenha sido realizada uma sequela.

Na sequela, Alvin, Simon e Theodore acabam por ficar a cargo do sobrinho de Dave Seville, Toby (Zachary Levi). Os esquilos necessitam colocar de lado o mundo da musica para voltarem a cuidar dos estudos. No entanto, o regresso às aulas não significa deixar a música, estes são desafiados a salvar o programa musical da escola, ao vencerem o prémio de 25 mil dólares, numa batalha que oporá várias bandas musicais. É aqui que os três irmãos irão encontrar o maior desafio da sua curta carreira, as Chipettes, Brittany, Eleanor and Jeanette.

O quarto lugar coube a Daybreakers, filme de acção que tem como pano de fundo uma praga que transforma a população em vampiros (quando me refiro a vampiros, refiro-me a vampiros a sério e não os da saga Twillight). O filme obteve 15 milhões de dólares na semana de estreia, valores que estão muito próximos do seu orçamento que ronda os vinte milhões de dólares.

Sinopse: A acção principal de Daybreakers ocorre num futuro próximo, em 2019, quando uma praga desconhecida transformou a população Mundial num grupo de vampiros sedentos de sangue. Com a população humana à beira da extinção, os vampiros vêm-se na contingência de terem de procurar humanos em novos locais, viajando de País em País em busca de capturar e armazenar todos os humanos disponíveis para se poderem alimentar dos mesmos. No entanto, outro grupo de vampiro faz uma descoberta cientifica fantástica que poderá salvar a raça humana. Conseguirão cumprir esse objectivo?

O filme é realizado pela dupla Peter Spierig, Michael Spierig, a quem coube a elaboração do roteiro.
Elenco: Ethan Hawke, Willem Dafoe, Claudia Karvan, Michael Dorman, Vince Colosimo, Isabel Lucas, Sam Neill.

O quinto lugar coube a It´s Complicated, filme que fugiu um pouco dos radares da imprensa mas não fugiu dos radares dos espectadores, que aderiram muito bem ao filme, foram mais cerca de 11,007,000 de dólares, num valor acumulado de 76 milhões de dólares. O filme é realizado por Nancy Meyers (The Holiday) e protagonizado por Meryl Streep, Steve Martin, Alec Baldwin.

Sobre o filme: Jane (Streep) é mãe de três filhos, e divorciada de Jake (Baldwin). Uma década após o fim da relação, reencontra o ex-marido, durante a festa de graduação do filho. Durante esta cerimónia, descobre que o anterior esposo está casado com uma mulher muito mais nova, é então que as coisas começam a ficar complicadas, quando Jake e Jane se voltam a apaixonar, sobretudo quando aparece Adam (Martin), que se apaixona por Jane.

O sexto lugar ficou para Leap Year, com cerca de 9 milhões de dólares, confirmando as previsões estabelecidas pelos analistas ao longo da semana. O filme tem um orçamento de 19 milhões de dólares, algo que conseguirá cobrir com facilidade, seja nas salas de cinema, seja no mercado de DVD´s e Blue Ray.

Sinopse: Quando o quarto aniversário de casamento passa sem uma proposta de casamento, Anna (Amy Adams) decide colocar mãos à obra e resolver o problema. Decide aproveitar uma tradição Irlandesa, que permite à mulher propor o homem em casamento, no dia 29 de Fevereiro e seguir o seu namorado (Adam Scott) para Dublin.

Mas os aviões, o tempo e o destino deixam Anna encalhada no lado oposto da Irlanda, pelo que irá precisar da ajuda do belo e carrancudo Declan (Matthew Goode) para atravessar o País. Enquanto Anna e Declan percorrem o País, estes descobrem que o caminho para o amor por vezes toma direcções inesperadas.

O filme é realizado por Anand Tucker (Shopgirl), tendo roteiro de Harry Elfont e Deborah Kaplan.

Elenco: Amy Adams, Matthew Goode, Adam Scott, John Lithgow.

Leap Year no Blog:
http://bogiecinema.blogspot.com/search?q=leap+year

Quanto à outra estreia da semana, Youth in Revolt, comprova a fase de menor fulgor da carreira de Michael Cera, que após os pífios resultados alcançados com Year One e Paper Heart, tarda em ter um sucesso. O filme obteve 7 milhões de dólares em 1,873 salas, valores bastante baixos, que não apresentam perspectivas de melhorar.

Sinopse: A história centra-se em Nick Twisp, um jovem, afável e sonhador adolescente, apreciador das musicas de Sinatra e os filmes de Fellini, que se apaixona pela bela e rebelde Sheeni Saunders (Portia Doubleday). No entanto, a família, a distância entre o casal, e ex-namorados(as) ciumentos(as) leva a que o casal tenha graves dificuldades em ficar junto. Para além disso, Nick vê o casamento dos seus pais ruírem e com isso a sua família. É então que Nick decide-se a abandonar a sua antiga vida e adoptar um alter-ego rebelde: François. Um francês de bigode, olhos azuis, fumador, ou seja o oposto de Nick. Só que o que era suposto ser uma acção para resolver um problema, ainda o agrava mais levando Nick a entrar numa espiral de auto-destruição que tarda em reverter.

O filme é inspirado no romance com o mesmo título do filme, Youth in Revolt, adaptado por Gustin Nash, Miguel Arteta e Michael Cera, sendo realizado pelo segundo.

Elenco: Michael Cera, Portia Doubleday, Steve Buscemi, Ray Liotta, Justin Long, Jean Smart, Ari Graynor, Fred Willard, Zach Galifianakis, Mary Kay Place, Rooney Mara

Tabela:

Sem comentários: