18 dezembro 2009

Recortes de Imprensa - Notícias de Lourenço Marques - 6 de Setembro de 1974

No seguimento da secção criada com fotografias retiradas em jornais, coloco aqui a imagem do documentário, Eusébio, A Pantera Negra. Este é mais um exemplo do nacionalismo Moçambicano que se encontrava em efervescência durante a descolonização. Aqui Eusébio aparece descrito não como um símbolo Português mas sim como um símbolo Moçambicano.

De notar que o desporto vai ser uma das vertentes que a FRELIMO vai investir, visto que, ao conquistar a Independência, Moçambique ganharia o direito a ser reconhecido pelas instituições que regulam as diferentes práticas desportivas, o que lhe permitiria participar nas competições internacionais, algo que traria ao País uma grande visibilidade perante o resto do Mundo. No entanto, com a descolonização surgia outro problema que passa pela escolha que os atletas terão de fazer, entre a ex-Metrópole e o seu País, em que selecção estes jogariam? Este era um tema que gerou um aceso debate entre alguns comentadores, uns consideravam que os atletas iriam escolher Portugal, mais endinheirado e com melhores condições de vida, indo apenas a Moçambique para passar férias, outros que consideravam que os atletas iriam sentir o chamamento da causa Moçambicana.

No caso do Cinema, de destacar que este não é um caso isolado, já ontem foi dado a conhecer a imagem de "Deixem-me apenas subir às Palmeiras", e continuarão a ser dados mais a conhecer (podem ver mais na secção Recortes de Jornais, no lado direito do blog).

Sem comentários: